domingo, 27 de abril de 2014

GUAMARÉ EM BUSCA DO SELO UNICEF


SOBRENOME SALGUEIRO

Salgueiro é nome de árvore.

É um sobrenome comum em Portugal.

Existem as citações bíblicas no Salmo 137: 2 a 4, que dizem:
"Nos salgueiros, que há no meio dela, penduramos as nossas harpas.
Porquanto aqueles que nos levaram cativos, nos pediam uma canção; e os que nos destruíram, que os alegrássemos, dizendo: Cantai-nos um dos cânticos de Sião.
Mas como entoaremos o cântico do Senhor em terra estranha?"

O texto acima refere-se aos judeus que vivenciaram o cativeiro Babilônico.

E quem quiser entender melhor a história dos sobrenomes com nomes de planta é só conhecer a história dos cristãos-novos.


quarta-feira, 23 de abril de 2014

SOBRENOME PIQUI

A palavra piqui é de origem indígena.

"É nome de uma planta py-qui, de casca espinhenta e de cujo fruto se faz um afamado licor em Mato Grosso."*

Também dela é feito um óleo usado para massagem no tratamento de dores musculares.

*Referência - BUENO, Francisco da Silveira. Vocabulário Tupi-Guarani/Português. 5ed. revista e aumentada. São Paulo: Brasilivros, 1982. 629 p.

SOBRENOME IRON

Significa ferro em inglês. 
Existe também o sobrenome Ferro e suas inúmeras variantes.

domingo, 20 de abril de 2014

MÚSICA O HOMEM DE NAZARÉ (DE ANTÔNIO MARCOS)

Mil novecentos e setenta e três
Tanto tempo faz que ele morreu
O mundo se modificou
Mas ninguém jamais o esqueceu...

E eu, sou ligado no que Ele falou
Sou parado no que Ele deixou
O mundo só será feliz
Se a gente cultivar o amor...

Ei irmão, vamos seguir com fé
Tudo que ensinou
O Homem de Nazaré...(2x)

Reis e rainhas que esse mundo viu
Todo o povo sempre dirigiu
Caminhando em busca de uma luz
Sob o símbolo de sua cruz...

E eu, sou ligado no que Ele falou
Sou parado no que Ele deixou
O mundo só será feliz
Se a gente cultivar o amor...

Ei irmão, vamos seguir com fé
Tudo que ensinou
O Homem de Nazaré(2x)

Ele era um Rei
Mas foi humilde o tempo inteiro
Ele foi filho de carpinteiro
E nasceu em uma manjedoura
Não saiu jamais
Muito longe de sua cidade
Não cursou nenhuma faculdade
Mas na vida Ele foi doutor...

Ele modificou o mundo inteiro
Ele modificou o mundo inteiro
Ele modificou o mundo inteiro
Ele revolucionou o mundo inteiro...

Ei irmão, vamos seguir com fé
Tudo que ensinou
O Homem de Nazaré (4x)


BOA TARDE DE PÁSCOA AOS LEITORES DESTE BLOG!

sábado, 19 de abril de 2014

REFLEXÃO

Nós pregamos a ressurreição,
mas ainda crucificamos Jesus Cristo
quando negamos nossa fé;
quando ignoramos a dor do próximo;
quando dizemos sim ao pecado;
quando não cumprimos os 10 mandamentos;
quando fugimos do Ide e Pregai;
quando não oramos;
quando não lemos a Bíblia;
quando nos calamos diante de injustiças;
quando desprezamos crianças e idosos;
quando maltratamos animais;
quando não usamos os talentos;
quando não perdoamos;
quando não agradecemos as bênçãos...
quando...quando...quando...
... até quando?


Samara Gadelha de Miranda

quinta-feira, 17 de abril de 2014

TEMA DA AULA: A COMUNICAÇÃO NA SOCIEDADE ATUAL/REGRESSÃO NA FALA E NA ESCRITA

A sensação que tenho é que estamos regredindo não apenas nos valores sociais, mas também na linguagem falada e escrita, pois a rapidez da comunicação ao tentar acompanhar o ritmo da tecnologia tem encurtado as palavras.

As imagens complementam a mensagem que queremos passar; os gestos falam mais rápido ainda.

Vejamos como era dito antes e como vemos muitos dizerem em nossos dias:
Vamos em boa hora - vamos embora - vambora - simbora - imbora - bora
Vossa Mercê - Vosmercê - você - ocê - cê - vc
Vocês - vo6 - 6 vcs
Senhora - Sinhora - Inhora
Esteja - teja
Estava - tava
Está - tá - tah
Estão - taum
Estou - tô
Mesmo - mermo - memo
Criança - crica
Filha - fia
Também - tbm
Beijos - bjs
Virgem - vige - vixe - vix - vich
Menina - mina
Internet - net
Obrigado(a) - obg, bgd
Tudo bem - tdb
Ridícula - ridi
Homem - omh
Aplicativo - app
Perfeito - pft
Poste/Posto - pst
Algum(a) - algm
Alguém - alg
Quem - qm
Aqui - aki
Que - q
Por favor - pf
Povo - pv
Sério - sro
Legal - lg
Naquele(a) - nql
Resto - rst
Música - msc
Velho - véi
Problema - pro
Professora - fessora, prof.
Gente - gnt
Mulher - mlr
Por favor - pfvr
Tipo- tpw
Firmeza - fmza
Fofo - fofu, fofix
Cala a boca - clbc
Bote(o/a) fé - btf
Aqui - aq
Como/com - cm
Ninguém - ngm
Perfeito - pfto
Demais - dms
Amor - amr
Alguém - alg
Quase - qse
Meu Deus - mDs
Cadê você - kdvc?
Cara - Kra
Maior - moh
Do que - doke
Depois - dps
Fiquei - fikei
Muito - mt/mto
Foto - ft/fto
Nome - nm
Todos - tds
Tudo - td
Pode ser - pdsr
Tchau - xau
O que - oq
Por que/Porque - pq
Nada - nd
Brincadeira - brinks
Nunca - nunk
Celular - cel
Computador - pc
Desculpa - dclp
Tá ligado (a) - tlg/tlgd
Pois é - psé
Sempre - smp
Hoje - hj
Sei lá - slá
Aquilo/Aquele (a) - aql
Maior - mó
Falo (a) - fl
Verdade - vdd
Vamos - vms
Nojenta - njt
Para - p
Amigas amg(s)
De nada - dnd
Nada - nd
Não - naum, ñ, nn, n
Sim - s, ss
Relaxo, relaxe, relax - rlx
Mesmo - msm
Quando - qnd, qdo
Gosto, gosta - gst
Gostar - gstr
Quer - qr
Falar - flr
Falou - flw, flws
Valeu - vlw, vlws
Certo - crt
Novidades - 9dades, 9dads
Homem - homi - ome
Casa - ksa - ks
Pode - pod
Dizer - dzr
Bem - bm
Onde - ond
Saudades - sdds
Espera - pera
Lesada - lesa
Peço - peçu
Pode - pod
Cadê - kd 
Risos - rsrsrsrsrsrs, kkkkkkkk, lol
Ontem - ont

E assim vão criando gírias e internetês.

Como professora de Língua Portuguesa vejo o desinteresse dos alunos em usar a forma adequada, formal, padrão. Eles querem ir pelo caminho mais fácil usando a forma reduzida. Logo, tem sido difícil trabalhar na sala de aula, pois só querem abreviar e não querem perder tempo raciocinando. Para eles, nada de esforço mental se podem se comunicar desse jeito.

Vale salientar que a colaboração com a maior parte das palavras aqui citadas foi de uma aluna de 12 anos.

Vocês podem colaborar através de comentário. Enviem mais palavras para que eu possa desvendar o que se passa na cabeça desses alunos. Aguardarei contato através do e-mail samaragm.prof@gmail.com



terça-feira, 15 de abril de 2014

EMERGÊNCIA (POEMA DE MÁRIO QUINTANA)

Quem faz um poema abre uma janela.
Respira, tu que estás numa cela
abafada,
esse ar que entra por ela.
Por isso é que os poemas têm ritmo
_ para que possas profundamente respirar.
Quem faz um poema salva um afogado.

(Mário Quintana. In: Apontamentos de história sobrenatural. São Paulo. Editora Globo)

terça-feira, 8 de abril de 2014

REFLEXÃO

(La Pietá - Obra de Michelangelo)

Escolhi a imagem acima para combinar com o texto e fazer você, leitor, refletir. Trata-se de uma imagem e um texto produzidos por pessoas de diferentes épocas(séculos de distância), mas expressam o mesmo sentimento que temos hoje. Vejamos:

    “Se um dia, já homem feito e realizado, sentires que a terra cede a teus pés, que tuas obras desmoronam, que não há ninguém à tua volta para te estender a mão, esquece a tua maturidade, passa pela tua mocidade, volta à tua infância e balbucia, entre lágrimas e esperanças, as últimas palavras que sempre te restarão na alma: minha mãe, meu pai. (Rui Barbosa) 

Rui Barbosa foi um grande brasileiro, advogado, orador, jornalista e diplomata(*1849;+1923).

Hoje, ouvi o depoimento de uma mãe após ter visitado seu filho na prisão. Disse ela: _Ele caiu em meus braços como um bebê querendo colo. Continuou dizendo: Cantei um hino para ele. Ele chorou.

Isto me fez pensar nas frases acima, que foram ditas por Rui Barbosa. 

Eu já visitei penitenciária fazendo trabalho missionário. Fui várias vezes, mas confesso que quando me tornei mãe, fiquei mais sensível ao ouvir depoimento de algumas mães de alunos meus. Depois, estive visitando como professora de Sociologia com alguns alunos, uma vez e nunca mais. Que dor é ver um filho enjaulado, engaiolado! 

Aquele filho disse que quando ali chegou gritou muito, entrou falando: _ Mãe, vem me tirar daqui! Conheço a aflição dessa mãe. Vejo suas lágrimas.

Vamos orar pelos nossos filhos e com eles.

Vamos ensinar que existe um Criador; mostrar-lhes os mandamentos de Deus. Eles constituem uma prevenção para os males. 

HORTA (POEMA DE ROSEANA MURRAY)

A horta transborda
em alfaces, beterrabas,
pimentões. 
Todos os tons de verde
são permitidos.

Quando o homem
ama a terra,
a terra ama 
o homem.

(Roseana Murray. Paisagens. Belo Horizonte: Lê, 1996.)

sábado, 5 de abril de 2014

PETRÓLEO

Nome forte
De sul a norte

Gera emprego
E nos dá sossego

Você é nosso
Afirmar eu posso

Pois suas bacias
São nossas crias

Solo abençoado
Pela riqueza marcado

Do betume ao gás
Desde o século atrás

Essa é Guamaré
Terra de gente de fé

Resistente ao sal, ao sol
Da manhã ao arrebol

Ouro negro que nos orgulha
No alto com sua fagulha

A chama acesa
É uma beleza

Anunciando progresso
Ao jorrar do chão em excesso

 (Samara Gadelha de Miranda, 04/04/14)

O PESCADOR GUAMAREENSE - MÚSICA DE ARMANDINHO - PESCADOR

HINO DE GUAMARÉ-RN - EDIÇÃO EXCLUSIVA (GERSON ALMEIDA)