sexta-feira, 30 de maio de 2014

SOBRENOME SMALL

Esta palavra de origem inglesa significa pequeno, muito baixo. Existem também os sobrenomes Pequeno (em português); Small, Short, Little (em inglês), Klein (em alemão) e Basso (em italiano).

Encontrei também as seguintes variantes: Smallin, Smalling

FEIRA DE LIVRO DE MOSSORÓ 2014


quarta-feira, 28 de maio de 2014

segunda-feira, 26 de maio de 2014

SOBRENOME MOSCA

De origem italiana.

Variantes: Moscaglia, Moscani, Moscano, Moscara, Moscarda, Moscardi, Moska, Mosko.


SOBRENOME TEIXEIRA


Sobrenome de origem portuguesa.

Teixeira corresponde a uma área onde existem muitos teixos, que são árvores encontradas mais em partes altas.

O nome científico é Taxus Bacccata. 

Fonte: familiateixeira.com/origem




Fotos do Google






CRÔNICA - A TURMA (TEXTO DE DOMINGOS PELLEGRINI)

Eu também já tive turma, ou melhor, fiz parte de turma e sei como é importante em certa idade essa entidade, a turma.

A gente é um ser racional, menos quando em turma. Existe, por exemplo, alguma razão para um grupo de pessoas sentar todo dia numa escadaria ou meio-fio e passar horas conversando?

Você pode falar a um filho, por exemplo, que refrigerantes engordam e chocolates dão mais espinhas em quem já tá na idade das espinhas. Ele nem ouvirá. Mas, se um dia a turma resolver, ele passará a tomar só água com limão e pegará nojo de chocolate.

Você pode falar que cabelo tão comprido é incômodo, calorento, atrapalha, mas que nada, ele te pedirá dinheiro para comprar mais xampu. Agora, se a turma resolver cortar careca, ele aparecerá de repente careca no café da manhã e nem quererá falar do assunto - qual problemas em cortar careca?

Você pode dizer que bossa nova é bom, e mostrar jornais e revistas, provar que só "Garota de Ipanema" já recebeu centenas de gravações em todo o mundo, mas ele aumentará o volume do rock pauleira ou da tecno-bost. Até o dia em que alguém da turma aparece com um CD de bossa nova e ele troca Axel Rose por Tom Jobim de um dia para o outro.

A turma tem modas, como quando resolvem todos arregaçar as barras das calças, que usavam arrastando pelo chão.

A turma tem traumas, como quando o namoradinho de uma se apaixona pela namoradinha de outro e...

A turma tem linguagem própria, uma variante local de um ramal regional da vertente adolescente da língua.

A turma adora sentar na calçada e na praça e falar sobre o que viram em casa na televisão.

A turma tem duplas de amigos e amigas mais chegados, e trios, e quartetos, que num grande minueto anarquista se misturam nas festas de aniversário.

Ninguém da turma dança até que alguém da turma começa a dançar, aí dançam todos trocando de par até acabarem dançando todos juntos como turma que são.

Um da turma se tatua, todos da turma querem se tatuar.

Um bota uma argola no nariz, os outros, para variar, botam no lábio, na sobrancelha e na orelha e...

A turma é isso aí, cara, uma reunião diária de espinhas e inquietações, habilidades e temperamentos, o barulho das personalidades se misturando, o jogo das informações e dos sentimentos rolando nas conversas sem fim, nas andanças sem cansaço, nas músicas compartilhadas, no refri com três canudos e uma empadinha pra quatro.

Na turma pouco dá pra todos, todo mundo divide, cada um contribui, a turma se une partilhando e repartindo.

A turma ri como só na turma se ri.

A turma julga quando erramos.

A turma castiga com silêncio e ironias.

A turma te chama, te reprime, te libera, te revela, te rebela, te maltrata, te orgulha, te ama e te envolve, te afasta e te atrai, mas a turma é assim porque a turma é a turma.

Até o dia em que - disse a todos os meus filhos - cansamos de ter turma e passamos a ser gente. E todos me disseram que sou um chato, mas o primogênito hoje já concorda: o tempo da turma passa.

Mas, aqui entre nós, como dá saudade!


Fonte: PELLEGRINI, Domingos. Ladrão que rouba ladrão. São Paulo: Ática, 2002.(Para gostar de ler)

quinta-feira, 22 de maio de 2014

RACIOCINE COMIGO

Os Ministérios da Saúde e da Educação numa parceria belíssima criaram o Programa de saúde Escolar-PSE, muito louvável. Parabéns, mais uma política pública de sucesso! Observando... uma coisa me incomodou. Ontem, por exemplo, foi realizado um belo trabalho o dia todo na escola. Sou curiosa, mas esqueci de perguntar como o professor pode ser beneficiado. Ah, desculpe, pedi para verificar minha pressão e fui bem atendida.

Voltando à realidade, preciso visitar “regularmente” o médico, mas só dá para ser 1 vez por ano: 1 oftalmologista, pois uso óculos há 28 anos; 1 ginecologista porque Câncer virou moda e não é bom guardar doença; um angiologista para tratar das varizes, pois de tanto trabalhar em pé, ficaram complicadas; 1 dentista; 1 fonoaudiólogo para me ensinar a usar melhor a voz em vez de gritar; 1 reumatologista, porque a coluna também reclama. Cuidar do coração, nem pensar...e ainda falta dinheiro para a consulta do Neurologista, Psiquiatra e Psicólogo, pois dizem que todo(a) professor(a) é doido(a).

Eu deixo a pergunta para o Sindicato dos professores: _ O que podemos fazer para sermos atendidos na própria escola, sermos beneficiados com o imposto de renda que pagamos e com a contribuição mensal do Sindicato? Quando precisamos nos ausentar o atestado é para retirar a falta, mas o aluno ficou mais um dia sem o professor na sala de aula e a instituição reclama, os pais reclamam, e com razão. E aí, como podemos ter qualidade de vida?

Nutricionista, nem pensar também. E é o mais urgente. Aqui em Guamaré/RN nas escolas municipais o professor pode lanchar com recursos da contrapartida da merenda (Canja, cuscuz, leite achocolatado, iogurte, risoto, cachorro-quente, bolinho e suco), mas nas escolas estaduais professor não faz uso do lanche que é comprado com o recurso do Estado. Então, na outra escola nosso lanche é pipoca BOKUS, Batata Ruffles, Pirulito, Pão com margarina, porque dividimos uma parte do nosso suado salário. É um lanche rápido, dividindo com o tempo de irmos ao banheiro e tomarmos água.

Ironia do destino: quem formou o Oftalmologista, o Angiologista, o Dentista, o Fonoaudiólogo, o Cardiologista, o Neurologista? Quem ensina o povo a falar, a contar? A educação está na UTI e vai faltar profissional para tratá-la, porque ninguém quer arriscar a vida sendo babá para os filhos que os pais não querem educar e jogam para a escola fazer o papel deles.

Estamos lá para recebê-los com carinho, amor, abraçamos a causa, porém precisamos de saúde para podermos ser bem-educados com seus filhos.

A Babá tem seu valor, mas não vai ensinar conteúdo, vai ser uma companhia também de muita responsabilidade. Por falar nisso, falta dinheiro para pagar a babá, fazer ginástica para relaxar e comprar remédio.

Eu vou continuar sendo professora, até Deus me mudar da terra, no entanto, vou continuar lutando por um consultório na escola, a fim de não precisarmos sair do prédio em horário de trabalho. Dá muito bem para agendarmos as consultas direitinho, ficando mais meia hora. Garanto que é investimento para nossa saúde. E eu ainda dou sorte que tenho pai médico, pois nem preciso ficar em fila para pegar uma ficha. 

Professor saudável, aluno notável, pense nisso!





quarta-feira, 21 de maio de 2014

ANIVERSARIANTE DO DIA



Parabéns ao meu pai, Dr. Luiz Gonzaga de Miranda, pelo seu aniversário e pelos 41 anos dedicados à medicina, pois comemorava os aniversários consultando, morando no hospital e dando plantão em casa. Eu lhe admiro e lhe amo muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito!
Agradeço a Deus por ser sua filha.

domingo, 18 de maio de 2014

BÍBLIAS ABERTAS - VIDAS TRANSFORMADAS

Muitas pessoas deixaram de ler a Bíblia porque não se alfabetizaram;
Outras não leram porque eram cegas;
Várias não ouviram a leitura porque eram surdas;
Algumas não leram porque não tinham mãos para segurá-la;
Alguém disse que não leu porque não a possuía;
Teve a pessoa que não leu porque foi proibida;
Mais alguma disse que não podia comprá-la.
Existiu a que não a leu com medo de perseguição;

E você, que desculpa vai dar?

CRÔNICA DA VIDA QUE PASSA (FERNANDO PESSOA)

Às vezes, quando penso nos homens célebres, sinto por eles toda a tristeza da celebridade.

A celebridade é um plebeísmo. Por isso deve ferir uma alma delicada. É um plebeísmo porque estar em evidência, ser olhado por todos inflige a uma criatura delicada uma sensação de parentesco exterior com as criaturas que armam escândalo nas ruas, que gesticulam e falam alto nas praças. O homem que se torna célebre fica sem vida íntima: tornam-se de vidro as paredes de sua vida doméstica; é sempre como se fosse excessivo o seu traje; e aquelas suas mínimas ações - ridiculamente humanas às vezes - que ele quereria invisíveis, côa-as a lente da celebridade para suas espetaculosas pequenezes, com cuja evidência a sua alma se estraga ou se enfastia. É preciso ser muito grosseiro para se poder ser célebre à vontade.

Depois, além dum plebeísmo, a celebridade é uma contradição. Parecendo que dá valor e força às criaturas, apenas as desvaloriza e as enfraquece. Um homem de gênio desconhecido pode gozar a volúpia suave do contraste entre a sua obscuridade e o seu gênio; e pode, pensando que seria célebre se quisesse, medir o seu valor com a sua melhor medida, que é ele próprio. Mas, uma vez conhecido, não está mais na sua mão reverter à obscuridade. A celebridade  é irreparável. Dela como do tempo, ninguém se torna atrás ou se desdiz.

E é por isso  que a celebridade é uma fraqueza também. Todo o homem que merece ser célebre sabe que não vale a pena sê-lo. Deixar-se ser célebre é uma fraqueza, uma concessão ao baixo-instinto, feminino ou selvagem, de querer dar nas vistas e nos ouvidos.

Penso às vezes nisto coloridamente. E aquela frase de que "homem de gênio desconhecido" é o mais belo de todos os destinos, torna-se-me inegável; parece-me que esse é não só o mais belo, mas o maior dos destinos.

Fernando Pessoa. Páginas íntimas e de autointerpretação. Lisboa: Ática, s.d. p. 66-7.

quinta-feira, 15 de maio de 2014

SUGESTÃO DE LEITURA

Hoje, li com meus alunos o livro Isto é um poema que cura os peixes. Achei interessante, e sugiro aos professores como conteúdo da aula sobre Poema. Ele faz parte do acervo de literatura infantojuvenil que o Ministério da Educação encaminhou às escolas públicas dentro do Programa Nacional de Livro Didático.

SIMÉON, Jean-Pierre. Isto é um poema que cura os peixes. Ilustrações Olivier Tallec; tradução Ruy Proença. 3ed. São Paulo: Comboio de Corda, 2011.

quarta-feira, 14 de maio de 2014

PROCURAM-SE HERÓIS DE VERDADE (ROBERTO SHINYASHIKI)

Procuram-se pessoas que saibam que:

...ser é mais do que parecer.

...amar não é só um sentimento, e sim um jeito de tratar a pessoa amada.

...quando um dos dois perde, todos perdem juntos.

...é melhor uma derrota honesta do que uma vitória sem escrúpulos.

...pedir desculpas engrandece a alma.

E que sejam capazes de...

...chorar de saudade.

...vibrar com uma noite estrelada.

...aprender com o sorriso de uma criança.

...falar de Deus com alegria no coração.

Procuram-se pessoas simples, com olhar sincero e coração grande.

Heróis de verdade...

O tipo de gente que não precisa de aplauso para ter uma noite de sono em paz!


(Fonte: SHINYASHIKI, Roberto. Heróis de verdade: pessoas comuns que vivem sua essência. São Paulo: Editora Gente, 2005. p. 149)

terça-feira, 13 de maio de 2014

REFLEXÃO - SALMO 121

Elevo os olhos para os montes; de onde me virá o socorro?
O meu socorro vem do Senhor que fez os céus e a terra.
Não deixará vacilar o teu pé: aquele que te guarda não te tosquenejará.
Eis que não tosquenejará nem dormitará o guarda de Israel.
O Senhor é quem te guarda: o Senhor é a tua sombra à tua direita.
O sol não te molestará de dia nem a lua de noite.
O Senhor te guardará de todo mal: Ele guardará a tua alma.
O Senhor guardará a tua entrada e a tua saída, desde agora e para sempre.

Bom dia, leitores! Deus nos proteja! Amém!

RETRATO (POEMA DE CECÍLIA MEIRELES)

Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios,
nem o lábio amargo.

Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração
que nem se mostra.

Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
_ Em que espelho ficou perdia a minha face?

Fonte: (In: Mar absoluto e outros poemas: Retrato natural. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1983. Citado em: OLIVEIRA, Gabriela Rodella de et. ali. A arte da palavra, 6º ano. 1ed. AJS Ltda. 2009. p. 168)

A QUEIXA DO PAVÃO


O pavão veio queixar-se à deusa Juno. Queria saber por que razão o rouxinol havia de cantar melhor que ele.

_ Não te preocupes - disse a deusa. _ Tu não sabes cantar, é certo, mas tuas penas são tão formosas, cheias de olhos que parecem estrelas. Todos os animais invejam a tua beleza.
Porém ao pavão não restava consolo.

_ Não me interessa a beleza, mais valera saber cantar - retrucou o pavão.
Ao que Juno retrucou irritada:

_ Não poder querer ter de tudo. O rouxinol tem o canto, a águia tem a força e tu tens a formosura. Segura tua língua tola e contenta-te com tuas dádivas.

MORAL: NÃO DISCUTA COM A NATUREZA

Fonte: (Adaptado de Fábulas de Esopo. Tradução: Manuel Mendes da Vidigueira. São Paulo, Edições Cultura, 1943. Citado em: OLIVEIRA, Gabriela Rodella de et ali. Português: a arte da palavra, 6º ano. 1ed; São Paulo, AJS Ltda. 2009. p.57)

O MUNDO (MÚSICA DE ANDRÉ ABUJAMRA)

O mundo é pequeno pra caramba
Tem alemão, italiano, italiana
O mundo, filé milanesa
Tem coreano, japonês, japonesa
O mundo é uma salada russa,
Tem nego da Pérsia, tem nego da Prússia
O mundo é uma esfiha de carne
Tem nego do Zâmbia, tem nego do Zaire
O mundo é azul lá de cima
O mundo é vermelho na China
O mundo tá muito gripado
O çúcar é doce, o sal é salgado
O mundo, caquinho de vidro
Tá cego do olho, tá surdo do ouvido
O mundo tá muito doente
O homem que mata, o homem que mente

Por que você me trata mal, se eu te trato bem?
Por que você me faz o mal, se eu só te faço o bem?

Todos somos filhos de Deus, só não falamos a mesma língua!

Fonte: (In: Karnak, Trinitus, 1995) Citado em OLIVEIRA, Gabriela Rodella de et ali. Português: a arte da palavra, 6º ano. 1ed. São Paulo: AJS Ltda., 2009.p.71

segunda-feira, 12 de maio de 2014

7 DE MAIO - 52 ANOS DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA

PROGRAMAÇÃO OFICIAL DAS FESTIVIDADES ALUSIVAS AOS 52 ANOS DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DE GUAMARÉ.
Dia 1º de Maio (Quinta-feira) - Caminhada organizada pela Secretaria de Esportes, Saúde e educação – com a presença de Marcio Atalla – Medida Certa.
Saída da entrada de Salina da Cruz, com um mini-trio acompanhando toda a programação e falando da importância de cuidar da saúde além do trabalho.
Organização: Secretaria de Esportes e Secretaria de Turismo.
Dia 02 de Maio (Sexta-feira) - Exposição alusiva aos 52 anos de emancipação política de Guamaré e shows humorísticos.
Horário: das 16:00h às 21:00h (Abertura da exposição e apresentação cultural)
20:00h – Apresentação da companhia de danças Macambirais.
21:00h – Apresentação do artista local cordelista Francisco de Betânia.
21:30h- Show humorístico com o artista Mafaldo Pinto.
Dia 03 Maio (Sábado) - Exposição alusiva aos 52 anos de emancipação política de Guamaré e shows humorísticos.
Horário: das 16:00h às 21:00h (Abertura da exposição e apresentação cultural)
23:00h – Show com forró de Griff e Serginho Lisboa
Dia 04 Maio (Domingo) - Espaço infantil com show da Tropa Trupe
Horário: das 17:00h – Uma tarde dedicada às crianças com parque infantil.                      
Dia 05 Maio (Segunda-feira) - Exposição alusiva aos 52 anos de emancipação política de Guamaré e shows humorísticos.
Horário: das 16:00h às 21:00h (Abertura da exposição e apresentação cultural)
20:00h – Apresentação da orquestra Petrobras
21:00h – Apresentação de Show com Kristal - The Voice
Dia 06 Maio (Terça-feira) - Exposição alusiva aos 52 anos de emancipação política de Guamaré e shows humorísticos.
22:00h – Forró do Amasso
00:00h – Show pirotécnico
00:20h – Dorgival Dantas
02:00h – Forró Rapaziada
Dia 07 Maio (Quarta-feira) - Momento cívico e religioso
00:08h – Hasteamento da bandeira
Local: Prefeitura de Guamaré
18:00 – Ato ecumênico em homenagem aos 52 anos de emancipação política de Guamaré. Igrejas locais.

(Informações transcritas do blog guamareemdia.com)

DAS UTOPIAS (MÁRIO QUINTANA)

Se as coisas são inatingíveis...ora!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos, se não fora
A mágica presença das estrelas!

(Nova antologia poética. São Paulo, Globo, 1997. In: FIGUEIREDO, Regina e VIEIRA, Maria das Gras. São Paulo: Ática, 2004.)

PLEONASMOS

A Língua Portuguesa é complicada, mas podemos descomplicá-la!
Como há uma gama de sinônimos, o pleonasmo é um reforço, uma repetição de ideia para se tentar dizer algo de forma mais nítida, porém, um dos sinônimos completa melhor o sentido da frase. Ou seja, na tentativa de esclarecer melhor o que queremos dizer, surgem os pleonasmos. O uso destes não é correto, porque se torna uma redundância; vamos evitar!
Exemplos:

Entrar pra dentro;
Sair pra fora;
Cair uma queda;
Muito ótimo;
Mais grande;
Mais pequeno;
Mais bom;
Mais pior;
Mais melhor;
Chovendo água;
Subir pra cima;
Descer pra baixo;
Dormir um sono;
Brinquei uma brincadeira;
Jogar um jogo;
Pintar uma pintura;
Comprar umas compras;
Dançar uma dança;
Comer uma comida;
Comprar sua própria casa;
Eu vi com meus próprios olhos;
Costurar uma costura;
A mais nova novidade;
Comprei uma casinha pequena;
Água mole em pedra dura...
Pagar uns pagamentos;
Postar uma postagem;
Enfrentou de frente;
Revelar uma revelação.

ANIVERSARIANTES



Aniversariar, apagar mais velinhas, comemorar, estar entre amigos, é tudo festa! 
Aniversariamos a cada dia, ainda que não estejamos mais entre os vivos, pois seremos lembrados diariamente, e mais especificamente, a cada data que completarmos o ciclo de mais 1(UM) ano.
É um dia todo especial o qual paramos, contemplamos as bênçãos, as derrotas, avaliamos, fazemos um balanço da nossa vida e partimos para novos planos.
“Hoje” é o melhor presente, é o dia de agradecermos a Deus pelo privilégio da vida, pois foi Ele quem nos escolheu. Ele nos amou primeiro, por isso, se você está triste por não ter com quem comemorar ou como comemorar, olhe para o Alto, o Sublime, o Todo Poderoso, Ele continuará sonhando melhores dias para você.
A leitura tem um longo alcance... Talvez eu não saiba seu nome ou seu apelido, mas Deus sabe, assim como o nome de cada estrela (embora vejamos brilho e formato diferentes), e olha para você com o mesmo amor e carinho que fez cada uma.
Parabéns!


MORRE O CANTOR JAIR RODRIGUES

Foto compartilhada do Google

18 DE MAIO - DIGA NÃO À EXPLORAÇÃO SEXUAL

(Imagem compartilhada do Google)


É impossível ver a imagem acima e não comentar, pois exploração sexual é crime. Ela deixa traumas sociais, físicos e psíquicos, e ainda queima etapas na vida de qualquer pessoa.

Reforço a mensagem: não seja omisso, denuncie pelo DISQUE 100!

domingo, 11 de maio de 2014

SOBRENOME STING

Esta palavra em inglês significa ferrão, ferroar, picar.

Existem os sobrenomes Sting e Ferrão.

MENSAGEM PARA AS MÃES

(Cartão compartilhado do Facebook)

Agora complemento com a minha mensagem: 

Parabéns às mães de filho único, às mães de 2...5, 10, 15, 20 filhos, e às de milhares, pois existem as mães de útero, de peito, de coração, as mãedrastas, as mães-avós, as mães-tias, as de corpo inteiro. 

Parabéns às mães centenárias, que já presenciaram tantas gerações. 

E parabéns também às mães que por tão pouco tempo conviveram com seus filhos; o importante é que geraram ou adotaram. 

Deus abençoe a todos esses anjos que Ele nos presenteou ao dizerem sim para a vida.

Samara Gadelha de Miranda

quinta-feira, 8 de maio de 2014

CURSO DESPERTAR

A Secretaria Estadual de Educação do Rio Grande do Norte realizou em parceria com o SEBRAE a Capacitação em Educação Empreendedora - DESPERTAR, no Centro de Treinamento da EMATER-CENTERN, em São José de Mipibu, no período de 05 a 08 de maio de 2014.

Ali estiveram reunidos professores de diversos municípios, durante os três turnos. Foram momentos de muita interação os quais foram realizadas dinâmicas de grupo bastante motivadoras, que possibilitaram troca de ideias e relato de experiências que somaram conhecimento. 

A metodologia do Curso Despertar foi desenvolvida no SEBRAE do Ceará, depois foi aplicada e testada pelo SEBRAE-RN, e hoje está sendo posta em prática a nível nacional.

O Curso existe desde 2003, foi revitalizado e promete ser cada vez melhor, uma vez que a metodologia foi repensada com o "objetivo de que os alunos continuem seus projetos de ação ou sejam autônomos, buscando novos horizontes, que não sejam, necessariamente, direcionados a uma atividade empresarial, mas, acima de tudo, que possam empreender na profissão que escolherem e na vida diária." *

Fui capacitada para desenvolver esse trabalho na Escola Estadual Monsenhor Joaquim Honório, em Guamaré. É um trabalho voltado aos alunos do Ensino Médio. Estou encantada com o treinamento. 

Parabenizo os representantes da Secretaria Estadual de Educação, os técnicos das DIREDs e do SEBRAE, o pessoal de apoio do CENTERN e os colegas professores.
___________________
*Guia do Educador - p. 8



domingo, 4 de maio de 2014

DEPRESSÃO

Não é necessário ser um especialista para se identificar uma pessoa depressiva, pois com o avanço da medicina e das tecnologias de informação tudo se tornou mais claro e as pessoas vão tendo acesso e conhecendo os sintomas.

Eu (quando estava com 13 anos) passei por uma fase de muito choro, logo após perder meu pai-avô. Recebi o título de “Lacrimosa Perene” quando minha turma do colégio aprendeu essa palavra em Literatura Brasileira.

Eu havia saído do interior para a capital, houve muita mudança. Hoje eu diria que o mundo desabou para mim naquela época, mas até então, eu achava que era uma coisa simples. A partir daí, desenvolvi um toc (transtorno obssessivo compulsivo) e não se comentava sobre esta terminologia. Eu desenhava rosinhas em formato de bola, quanto mais desenhava, mais dava vontade. De um galho eu formava outro, e não me cansava. Comecei a ficar preocupada achando que ia ficar maluca, pois enchia meu caderno, meus livros.

Eu gostava de ficar calada. Não sentia falta de outras pessoas. Bastava estar com minha família. Mas, busquei ajuda. Procurei estudar nos dois turnos, conhecer novas pessoas, embora quando voltasse para casa, iria escrever meu diário, e isso já me completava. Também me tornei consumista, comprava muita coisa desnecessária na hora que via (como se nunca mais tivesse oportunidade de comprar) e colecionava alguns objetos e cartão postal com mensagens das Edições Paulinas, principalmente de rosas.

Entrei cedo na Universidade. Era novidade para mim, eu precisava de estímulo, e com 20 anos eu já estava me formando em História. Eu não dizia nada a ninguém, porém as pessoas percebiam meu isolamento. Tudo isso por quê? Porque logo em seguida, minha mãe-avó fez cirurgia de mama, havia metástese; a doença era tão assustadora que se dizia C.A. Naquele período eu temia outra perda. Graças a Deus, passaram-se 35 anos e ela está viva. 

Minha fé em Deus e a ajuda de minhas tias que me incentivavam a sair com elas, ajudaram-me a dar a volta por cima para eu poder escrever uma nova história.

Gostaria de poder ajudar a quem se encontra depressivo(a). Primeiro passo: ore, vá à igreja, cante. Segundo: leia piadas, vá a circo, teatro (pratique a risoterapia), não veja notícia triste, leia um livro; Terceiro: não se isole da família e amigos. Quarto: passeie em área verde. Quinto: cuide de um animal. Sexto: faça ginástica. Sétimo: quando se curar da depressão, visite pessoas necessitadas, testemunhe como estou fazendo agora; você estará ajudando a outras pessoas.
Devemos estar firmes na fé em Deus e em paz com os amigos, porque como depressão está ligada ao sistema neurológico, sempre que há uma mudança na nossa vida, podemos ter alguma recaída. Pode até se aproximar a tristeza, mas vamos em frente!

Eu precisei apenas de oração, abraço, conselho, suco de maracujá e passeio para manter o equilíbrio, no entanto, muita gente que não reage, entrega-se a um quarto escuro e fica dependendo de remédio controlado, vai ficando cada vez mais dependente. Levante a cabeça. Se for dia de chuva ou de sol, não importa. Deus lhe deu mais um dia, aproveite. Abra a janela do seu quarto, sorria para a vida. Faça a sua parte, vale a pena viver!