segunda-feira, 30 de junho de 2014

ALERGIA

(Imagem compartilhada do Google)

Você pode sofrer de algum tipo de alergia e ainda não percebeu. Ela pode se manifestar de diversas formas ou de maneira silenciosa, portanto, cuidado com os vários tipos: a remédio, a corante, à poeira, à fumaça, a pelo de animal, a crustáceo, à lactose, a detergente, a glúten, a calor, a frio (no caso, mudança de tempo), a ácaro, a mofo, à picada de inseto, a iodo, a dinheiro (a este, desconheço alguém que tenha) Rsrsrsrsrsrsrs ...

A alergia pode deixar sinais de comprometimento da parte respiratória ou na pele.

Não é bom se automedicar com antialérgico, principalmente se um vizinho ou amigo ensinou. O médico é a pessoa mais indicada para identificar uma reação alérgica. Existe a chance de se identificar realizando teste alérgico, e há tratamento com vacina ou de outra maneira.

Eu já perdi um membro da família por alergia a um medicamento. Este desencadeou um choque anafilático, e consequentemente, resultou em óbito. Aquela cena não dá para esquecer. Já vi alguém sofrer até com o cheiro de camarão e picada de uma abelha.

Agende uma visita ao alergologista. Conheça sintomas e tratamento. Anote o nome dos remédios que já tomou, pois numa urgência acontece de tomarmos injeção, então, o efeito será rápido e nunca se consegue prever o capítulo seguinte dessa história.

Preste atenção! Conselho nunca é demais, a não ser que você tenha alergia a conselho. Rsrsrsrsrsrsrs

Esta foi a maneira divertida que achei para lhe advertir, chamar a atenção para um assunto tão sério! 





domingo, 29 de junho de 2014

ANIVERSARIANTES DE JUNHO


(Imagem compartilhada do Google)

Refletindo sobre a brevidade da vida, aconselho, precisamos sentir mais a presença do outro, a importância do semelhante que esteja perto ou não, pois cada parente ou amigo é um presente de Deus. Vamos elogiar, valorizar, incentivar e amar de fato e de verdade!






29 DE JUNHO - DIA DE SÃO PEDRO

Quem foi São Pedro? Um simples pescador que se tornou um grande discípulo de Jesus Cristo. Existe um hino da igreja católica que comenta sobre esse chamado à vocação religiosa, intitulado A Barca, que fala assim: "Tu te abeiraste da praia, não buscaste nem sábio nem rico, somente queres que eu te siga. Senhor, tu me olhaste nos olhos, a sorrir pronunciaste meu nome, lá na praia eu larguei o meu barco, junto a ti buscarei outro mar..." Foi desse modo que Pedro deu o sim à missão do evangelismo.

Ele teve o privilégio de desfrutar de momentos maravilhosos ao lado do Mestre. Presenciou curas, milagres, caminhou com Jesus, andou sobre o mar. Era ousado, destemido no falar. Um exemplo disso foi quando ele e Paulo estiveram perante o Sinédrio, dizendo: _ Julgai por vós mesmos se é justo diante de Deus dar ouvidos a vós e não a Deus.

Amava tanto a Jesus que chegou a defendê-lo do guarda(servo do sumo sacerdote) Malco, e na ocasião, Jesus falou: _ Pedro, desembainha a espada, porque quem com a espada fere com a espada será ferido. (Mateus 26:52; Marcos 14: 53 a 72; Lucas 22: 31 a 35 e João 18: 10-11)

Pedro era autoconfiante de que amava Jesus, porém foi advertido de que O negaria. O que eu aprendi com essa história é que quando ele andava com Jesus, era convencido do evangelho, mas não era convertido: Foram palavras de Jesus prevendo que Pedro iria negá-lo: "... e quando te converteres, fortalece teus irmãos. Pedro havia dito: _ Senhor, estou pronto para ir contigo tanto para a prisão como para a morte. Jesus continuou: _ Pedro, eu te digo que o galo não cantará hoje antes que tenhas negado três vezes que me conheces. (Mateus 26: 31 a 35) E a profecia se cumpriu, pois quando prenderam Jesus, e ele foi reconhecido por ser discípulo, negou-o. 

No entanto, passada esta fase, Jesus deu nova chance, perguntando: _ Pedro, tu me amas? Ele prontamente confirmou. Em nenhum momento mentiu, Jesus não tinha dúvida disso, mas sabia que com Pedro aconteceria o medo que também ele sentiu, pois o próprio Jesus, angustiado, meditando no Getsêmani, quando se aproximava o momento de ser levado pelos soldados romanos, chegou a dizer sobre si mesmo: _ "O espírito está pronto, mas a carne é fraca".(Mateus 26: 41)

Sou evangélica, não peço nada a São João, São Pedro, São Francisco... não os tenho como intercessores junto a Deus, porém, na data de hoje, dedicada a São Pedro, meditei sobre sua vida e aprendi muito.

Jesus transformou-o em pescador de almas e sua luta foi incansável como missionário. Eu tenho o mesmo desejo de contar a todos sobre as maravilhas feitas por Jesus em nossa vida.

Quando criança, até os 8 anos, eu acreditava literalmente que São Pedro era quem tinha as chaves do Céu, era quem mandava a chuva, aí, foi quando meu pai-avô através da Bíblia tirava minhas dúvidas, e fui aprendendo a admirar esse apóstolo. E quando Pedro estava realmente convertido, foi instrumento nas mãos de Deus para curar, a ponto de levarem pessoas para que, ao passar, a sua sombra se projetasse no enfermo e o curasse. Por isso, gosto do seguinte versículo bíblico com frases mencionadas por Pedro: "Não tenho prata nem ouro, mas em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda. (Atos 3: 6)

Algumas cidades litorâneas do Rio Grande do Norte têm este santo como padroeiro, e hoje, fazem procissão marítima para comemorar ou festejam com Regata.

Portanto, como pesquisadora do evangelho de Jesus Cristo, eu não poderia deixar de registrar a importância de uma pessoa que não se achou digna de morrer do mesmo modo que Ele, e foi crucificado em forma de X, de cabeça para baixo.


sexta-feira, 27 de junho de 2014

REFLEXÃO

Se existe o falso é porque existe o verdadeiro
Se existe o feio é porque existe o bonito
Se existe o magro é porque existe o gordo
Se existe o diferente é porque existe o semelhante
Se existe o triste é porque existe o alegre
Se existe o frio é porque existe o quente
Se existe o inimigo é porque existe o amigo
Se existe o tímido é porque existe o extrovertido
Se existe o jovem é porque existe o maduro
Se existe o atrasado é porque existe o pontual
Se existe o relaxado é porque existe o organizado
Se existe o incrédulo é porque existe o crente
Se existe o pobre é porque existe o rico
Se existe o orgulhoso é porque existe o humilde
Se existe o barulhento é porque existe o silencioso
Se existe o agitado é porque existe o calmo
Se existe o espalhafatoso é porque existe o discreto
Se existe o faminto é porque existe o comilão
Se existe o infiel é porque existe o fiel
Se existe o indisciplinado é porque existe o disciplinado
Se existe o fraco é porque existe o forte
Se existe o claro é porque existe o escuro
Se existe o longe é porque existe o perto 
Se existe o injusto é porque existe o justo
Se existe o último é porque existe o primeiro
Se existe o genérico é porque existe o original
Se existe o culpado é porque existe o inocente
Se existe o tolo é porque existe o sábio
Se existe o pouco é porque existe o muito
Se existe o preguiçoso é porque existe o disposto
Se existe o carnal é porque existe o espiritual
Se existe o apagado é porque existe o brilhoso
Se existe o iludido é porque existe o realista
Se existe o cruel é porque existe o sensível
Se existe o lento é porque existe o rápido
Se existe o complexo é porque existe o simples
Se existe o côncavo é porque existe o convexo
Se existe a morte é porque existe a vida
Se existe o pequeno é porque existe o grande
Se existe a doença é porque existe a cura
Se existe a guerra é porque existe a paz
Se existe ódio é porque existe o amor
Se existe a metade é porque existe o inteiro
Se existe a mentira é porque existe a verdade
Se existe o ilegal é porque existe o legal
Se existe o ridículo é porque existe o engraçado
Se existe o calouro é porque existe o veterano
Se existe o mal é porque existe o bem
Se existe a criatura é porque existe o Criador
Logo, se eu existo, Deus existe
Existe um, existe o outro
O inexistente quem é?
Cuidado, não se deixe enganar!

terça-feira, 24 de junho de 2014

24 DE JUNHO - DIA DE SÃO JOÃO BATISTA

Quem foi São João? Com uma aparição rápida na Sagrada Escritura, mas com uma importância grandiosa.

Foi o primo de Jesus Cristo. Era filho de Isabel e Zacarias. 

Segundo a tradição católica, a fogueira surgiu quando João Batista nasceu. Foi a maneira de Isabel anunciar o nascimento à Maria, mãe de Jesus. E para nós brasileiros, que herdamos a herança católica no início da colonização, esse simbolismo é forte.

Não se sabe exatamente a data de nascimento de Jesus Cristo, mas convencionou-se a dizer que era o dia 25 de dezembro, e seis meses depois, no caso, em junho, seria o de João Batista.

É comemorado com fogueira e comidas típicas: canjica, milho cozido, milho assado, bolo pé-de-moleque(bolo preto), pamonha, mungunzá, quentão etc.

Fazem parte da tradição o forró pé-de-serra e a quadrilha.

Crianças e adultos se divertem soltando fogos, chumbinho, traque, chuveirinho, bomba, balão, cobrinha etc.

Há casamento matuto na quadrilha e batismo ao redor da fogueira.

Mediante tudo isso, o que menos se fala é na importância de João Batista. Pois, a partir da Bíblia sabemos que sua posição foi simples do início ao fim. Foi a pessoa mais humilde que já existiu, pelo fato de ter sido o precursor de Jesus, anunciando a vinda dEle, e em nenhum momento exaltou-se, pelo contrário, disse: "_ Eu vos batizo com água, para arrependimento, mas aquele que vem depois de mim é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar."


domingo, 22 de junho de 2014

RECEITA DE BOLO PRETO TIA JOANA



(Foto compartilhada do Google)

Ingredientes:
3 1/2  xícaras de farinha de mandioca;
3 1/2 xícaras de carimã;
1 coco;
2 rapaduras pequenas;
10 cravos;
1 colher (sobremesa) de erva-doce;
1 xícara (chá) de castanha de caju assada, sendo uma parte moída e outra inteira para enfeitar.

Modo de fazer:
Raspe o coco, tire o leite bem grosso e reserve. Faça o mel da rapadura, usando 2 copos de água. Misture aos poucos os outros ingredientes. Despeje a massa untada com manteiga ou mesmo com leite de coco. Regue com um pouco de leite de coco, fazendo a mesma coisa quando retirar do forno. Asse em forno quente.





EXPRESSÃO POPULAR "ALHOS POR BUGALHOS" (TEXTO DE SUELI FERREIRA DE OLIVEIRA)

"Essa expressão pode mudar dependendo da região em que você está. Alguns falam: "Não confunda alhos com bugalhos", enquanto outros dizem: "Não troque alhos por bugalhos". Em ambos os casos e outros que possam existir, o significado é o mesmo: não confundir uma coisa com outra.

Você sabe o que é alho, não sabe? Uma planta que se usa na cozinha, como tempero. Na verdade, aproveita-se o bulbo que, no dia a dia, chamamos de "cabeça", de onde saem os dentes que irão  temperar o feijão, o arroz e outros alimentos. E o que é bugalho? É o mesmo que noz de galha. E o que é isso? É um fruto malformado da noz de carvalho.

Você percebeu que "alho" e "bugalho" são palavras que rimam, mas não são sinônimas? Elas não são a mesma coisa. Agora, você entendeu como essa expressão pode ter começado?

"Não vá confundir alhos com bugalhos", hein?!"


Fonte: Revista Nosso Amiguinho. Casa Publicadora Brasileira. São Paulo: Tatuí. Julho 2014, p.23.
Conheça o site www.cpb.com.br

sábado, 21 de junho de 2014

PROVÉRBIOS POPULARES - PARTE II

A função faz o órgão;
A galinha da vizinha é sempre melhor que a minha;
A fome é o melhor tempero;
A galinha que canta como o galo corta-se-lhe o gargalo;
A minha liberdade acaba onde começa a liberdade do outro;
A noite é boa conselheira;
A rico não devas e a pobre não prometas;
Água do rio corre para o mar;
Ainda que sejas prudente e velho, não desprezes o conselho;
Amigos dos meus amigos, meus amigos são;
Atirei no que vi e acertei no que não vi;
Cada qual com o seu igual;
Cada um por si e Deus por todos;
Casa de pais, escola de filhos;
De boas intenções o inferno está cheio;
De médico e de louco todos temos um pouco;
Comer e coçar é só começar;
De pequenino se torce o pepino;
Deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer;
Deus quer, o homem pensa e a obra nasce;
Casa onde não há pão, todos berram e ninguém tem razão;
Em tempo de guerra não se limpam armas;
Gaivotas em terra, tempestade no mar;
Filho criado, trabalho dobrado;
Idade e experiência, não na adolescência;
Impossível é rato fazer ninho em orelha de gato;
Indo por caminho reto, o longe se faz perto;
Zangam-se as comadres, descobrem-se as verdades;
Ir ao vento, perder o assento;
Longe da vista, longe do coração;
Mais vale ficar vermelho cinco minutos do que amarelo toda a vida;
Muito custa a um pobre viver e a um rico morrer;
Galinha de campo não quer ser capoeira;
Com um olho no burro e o outro no cigano;
Boi em terra alheia é vaca;
Cão que levou mordida de cobra tem medo de salsicha;
A felicidade é algo que se multiplica quando se divide;
Lobo não come lobo;
Manda quem pode, obedece quem tem juízo;
Ferro que não se usa, gasta-o a ferrugem;
Na primeira quem quer cai, na segunda cai quem quer;
Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje;
Nem oito nem oitenta;
Nem só de pão vive o homem;
Nem tudo que reluz é ouro;
Não vendas a pele do urso antes de o matar;
O barato sai caro;
O futuro a Deus pertence;
Palavras loucas, orelhas loucas;
Por morrer uma andorinha não acaba a primavera;
Quem com porcos se mistura, farelos vem a comer;
Quem dá aos pobres empresta a Deus;
Vencer sem luta é triunfar sem glória.


Fonte: Programa Gestão da Aprendizagem Escolar - Gestar II. Língua Portuguesa AAA5: estilo, coerência e coesão (Versão do aluno). Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2008. 90 p. p. 27-31

quinta-feira, 19 de junho de 2014

FESTIVAL DE QUADRILHAS JUNINAS INTER TV CABUGI - PÓLO GUAMARÉ



Início: 20 a 27 de junho de 2014. 

Local: Espaço de Eventos - Conjunto Vila Maria - Guamaré-RN

Horário: a partir das 19 h

O evento contará com o apoio da Prefeitura Municipal tendo como logística um pavilhão com arquibancadas, praça de alimentação, banheiros, e promete dar segurança através da Polícia Militar e da Guarda Municipal. Contará ainda com plantão de ambulância; disponibilizará espaço para vendedores ambulantes e apresentação de quadrilhas das escolas, procurando acolher bem a todos que estarão concorrendo em diversas categorias.

terça-feira, 17 de junho de 2014

CATACRESE

É uma figura de linguagem usada por não se encontrar uma palavra mais adequada, um termo mais apropriado para ser melhor compreendido na comunicação. 

Quem se inscreve em concurso e precisa saber desse conteúdo, vê o programa e toma um susto por achar difícil. Vou clarear sua mente dando alguns exemplos quando se refere ao palato, à região pélvica, ao anoitecer, ao globo ocular, ao calo seco, entre outros.

Raiz do olho;
Caroço do olho; 
Cabelo de milho;
Dente de alho;
Cabeça de alho;
Perna da mesa;
Braço da poltrona;
Olho de peixe; 
Manga da camisa;
de cabelo;
Cabeça de prego;
Folha de papel;
Pele de tomate;
Céu da boca;
Boca do estômago;
da barriga; 
Boca da noite;
Asa da xícara; 
Seios da face;
Maçã do rosto;
Olho de sol

O QUE PENSO DA COPA 2014



Vou assistir ao jogo do Brasil, afinal, gosto de esporte e sou brasileira, mas ficaria mais feliz se a realidade fosse outra. Se o Brasil nos oferecesse saúde, educação e segurança no padrão FIFA, pois logo mais a Copa passará e os problemas continuarão. 

Aproveito para dizer que me chamam de alienada por ser evangélica, tentam me agredir dizendo que "a religião é o ópio do povo". Eu digo que o futebol, sim, pois anestesia e cauteriza a mente das pessoas que se contentam com a política de Pão e Circo, e ainda falam que estamos avançando. 

A religião ajuda a conviver com os problemas cuja solução não está ao nosso alcance, ensina-nos a termos paciência, mas o futebol cega qualquer um e deixa maiores consequências.

Isso é a cara do país do carnaval e do futebol, fazer o quê? Serei mais uma pessoa a ficar de frente para a telinha, no entanto, vejo o esporte como algo saudável e não com idolatria, por isso, sei assistir com equilíbrio e não preciso de bebida para comemorar. É uma alegria natural; mereceu, grito gooool!

Torço para que seja um jogo lindo e maravilhoso, mas não me conformo com os erros. Eu tinha que fazer este desabafo, ficar em silêncio é pecar. Estão tirando a oportunidade de muita gente ser feliz com os recursos investidos no padrão FIFA do futebol que está aí. 

Falo como mãe, cidadã, professora de História e Letras. Vamos fazer mais pelo Brasil, esta nação linda que nós tanto amamos! Meu filho e outros brasileiros merecem um futuro melhor, e nós é que temos a responsabilidade de construir esse país para eles. 

Vou lá cantar o hino nacional, ver a bola rolar, o jogo já vai começar. Beijos!

SOBRENOME GÓIS

São muitas as explicações para o sobrenome Góis e as demais variantes: Gois, Goiz, Góes, Goes, Gooes, Goees, Guoes...

Os linguistas ainda não chegaram a um consenso, pois sabe-se que existem três regiões na Europa com essa denominação. Leva-se em conta a variação fonética, devido cada povo adaptar o sobrenome ao seu país. Por exemplo, na França é Goès.* 

Em Portugal é um sobrenome comum, e fazia parte da nobreza. Aparece nos documentos no século XII acompanhando o nome de um donatário, por isso se diz que é um topônimo, se levarmos em conta que o nome se deu devido à presença dessa família na origem da região. É uma região de Portugal.


Em hebraico Goy refere-se ao estranho, estrangeiro. Gói ou Goy, em hebraico, refere-se aos não-judeus, aos gentios. Portanto, acaba havendo controvérsia se a origem é latina, goda ou hebraica. Existem os sobrenomes Goya, Goyos.

Fui buscar explicação no dicionário tupi para ver alguma ligação com o nome Goiás, vi que é a forma aportuguesada do tupi guayá, que significa: aquele que é semelhante, que procede da mesma tribo.

*Fonte: http://goismemorias.weebly.com/origem-toponiacutemica.html





domingo, 15 de junho de 2014

CHUVA TORRENCIAL NA CAPITAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE






(Rua da Guanabara - Bairro de Mãe Luíza) Foto retirada do Google

Estou em Natal desde a manhã de ontem, e presenciei a chuva torrencial que caiu sobre esta cidade. É com tristeza que vejo esta cena, pois nasci aqui, morei três décadas, voltei para o interior, e estou aqui a cada final de semana, amo este lugar. É uma cidade linda, porém, em alguns bairros a intensidade da chuva chegou a atingir 330 mm (trezentos e trinta milímetros) e abriu crateras, arrasou-a. 

É muita água para o curto espaço de tempo de 48 horas; corresponde a uma quantidade que daria para o mês de junho todo. Vemos a natureza sendo desafiada pelo homem, que construiu de forma irregular, em cima de dunas. Um exemplo disso é o bairro de Mãe Luíza, que inicialmente, na década de 70, foi sendo ocupado em regime de posse e de lá para cá está como vemos na foto acima. A Praia de Areia Preta, situada próximo, também sofreu com a resposta da natureza. 

Prédios belíssimos foram esvaziados. As pessoas passaram a madrugada livrando pessoas e documentos. Muitos perderam objetos pessoais. Lembra o efeito dominó o qual uma casa sendo destruída com o deslizamento vai atingindo a estrutura da outra.

Existe também a rua da Saudade em Nova Descoberta em que alguns carros precisaram ser retirados pelo guincho, o reboque. Encharcaram, boiaram. Um deles foi de um primo meu.

Segundo um meteorologista da EMPARN, numa entrevista dada ao RN TV na manhã de hoje, a temperatura estava elevada, os ventos escassos, então, com a umidade relativa do ar a chuva ficou mais concentrada em certos trechos próximos ao litoral, sendo responsável por essa inundação.

A chuva havia estiado por algumas horas e retornou. Vamos orar pedindo a Deus sabedoria, e agir; não é hora de cruzarmos os braços e só tirarmos fotos da desgraça. Devemos colaborar com os desabrigados, pois a engenharia tem seu controle, mas acima dela existe um Ser Superior que conhece o fim desde o começo, sabe mais que qualquer ser humano. 

É isso aí, precisamos de muita fé, pois as pessoas se desesperam com a perda material. Vamos pensar no próximo. Campanha do agasalho, lençol, roupa, alimentos. É hora de juntarmos o povo com a mesma empolgação que a torcida se reúne para um jogo de futebol, e sermos solidários. Muitos esperam a nossa ajuda. Pergunte como você pode colaborar e junte uma turma.



quinta-feira, 12 de junho de 2014

NOVA DATA DA FEIRA DE LIVROS DE MOSSORÓ


ALERTA!


(Cartão compartilhado do Facebook)


A DISCIPLINA DO AMOR (TEXTO DE LYGIA FAGUNDES TELLES)

Foi na França, durante a segunda grande guerra: um jovem tinha um cachorro que todos os dias, pontualmente, ia esperá-lo voltar do trabalho. Postava-se na esquina, um pouco antes das seis da tarde. Assim que via o dono, ia correndo ao seu encontro e na maior alegria, acompanhava-o com seu passinho saltitante de volta à casa. A vila inteira já conhecia o cachorro e as pessoas que passavam faziam-lhe festinhas e ele correspondia, chegava a correr todo animado atrás dos mais íntimos. Para logo voltar atento ao seu posto e ali ficar sentado até o momento em que seu dono apontava lá longe. 

Mas eu avisei que o tempo era de guerra, o jovem foi convocado. Pensa que o cachorro deixou de esperá-lo? Continuou a ir diariamente até a esquina, fixo o olhar ansioso naquele único ponto, a orelha em pé, atenta ao menor ruído que pudesse indicar a presença do dono bem-amado. Assim que anoitecia, ele voltava para casa e levava sua vida normal de cachorro até chegar o dia seguinte. Então, disciplinadamente, como se tivesse um relógio preso à pata, voltava ao seu posto de espera. 

O jovem morreu num bombardeio, mas no pequeno coração do cachorro não morreu a esperança. Quiseram prendê-lo, distraí-lo. Tudo em vão. Quando ia chegando aquela hora ele disparava para o compromisso assumido, todos os dias. Todos os dias. 

Com o passar dos anos (a memória dos homens!) as pessoas foram se esquecendo do jovem soldado que não voltou. Casou-se a noiva com um primo. Os familiares voltaram-se para outros familiares. Os amigos, para outros amigos. Só o cachorro já velhíssimo (era jovem quando o jovem partiu) continuou a esperá-lo na sua esquina. 

As pessoas estranhavam, mas quem esse cachorro está esperando?...Uma tarde (era inverno) ele lá ficou, o focinho voltado para aquela direção.

(TELLES, Lygia Fagundes. A disciplina do amor. Rio de Janeiro: Rocco, 1998.)

terça-feira, 10 de junho de 2014

PEQUENOS GESTOS: GRANDES ATITUDES

(Cartão compartilhado do Facebook)

Desde sexta-feira, estou sofrendo de faringite; fiquei sem coragem de ingerir alimento, mas meu marido fez questão de esquentar a comida e fazer meu prato. Um carinho assim já é parte da recuperação, e prova que amar é estar junto na saúde e na doença, na alegria e na tristeza. Deixou de pedalar quilômetros para ficar comigo. Obrigada, amado.

E dois dias úteis de atestado nos permitiram conhecer mais o outro, pois eu só queria atenção e tive na medida certa. Que Deus registre na nossa ficha, para que no 12, depois de amanhã... possamos comemorar mais um dia dos Namorados, e outros que virão. Ou melhor, fica o conselho para quem quiser usar o dia de hoje para agradecimento e não esperar por data especial, pois o dia de amanhã não nos pertence.

Aprendi que um casamento é como uma fazenda: o seu dono deve conhecer seu rebanho, sua natureza, mas também cultivá-los para não deixar morrer ou desaparecer; acontece o mesmo com o relacionamento entre casais, aluno e professor, pais e filhos, a sociedade como um todo, portanto, vamos regar o sentimento que nos une: o amor.

Obrigada, Tanavides, pelo anjo guardador, cuidador, protetor e brigador na medida certa...faz parte da vida. Rsrsrsrsrsrsrsr        Deus te recompense com meu amor.


SUGESTÃO DE LEITURA


WYCKOFF, Jerry e UNELL, Barbara C. Como fazer seu filho trocar o não pelo sim: dicas práticas para resolver conflitos sem suborno ou ameaças. Rio de Janeiro: Sextante, 2007. Tradução de: Getting your child from no to yes.

Sugiro a leitura para pais de primeira viagem, de 2ª, de 3ª... e para pais de alunos em fase pré-escolar, porque várias vezes ouvirão os filhos dizerem: não quero tomar banho, não quero feijão, não quero fruta, não quero dormir, não quero escovar os dentes, não quero colocar o cinto de segurança, não quero vestir esta roupa, não quero isso, não quero aquilo...Portanto, saiba mais sobre a disciplina que deve ser aplicada nessas horas. 

Aprendi que não devemos iludir as crianças, prometer o que não somos capazes de cumprir; é melhor mostrarmos a realidade sem fantasiarmos ou assustarmos.

Ganhei este livro de presente de uma tia minha, assim que meu filho entrou nessa fase. Valeu conhecê-lo e lê-lo, por isso, valerá a pena divulgá-lo.

segunda-feira, 9 de junho de 2014

ANIVERSARIANTE DO DIA


Disse Isac Newton: "Se cheguei aonde cheguei foi porque subi nos ombros dos gigantes". 

Pensando nisso, agradeço a Deus pela vida, por Ele ser meu mentor espiritual, por meus pais, pelos heróis bíblicos, por minha família, meu marido, meu filho, meus amigos, irmãos na fé, teóricos, professores, alunos, vizinhos; aprendi muito com vocês. Todos contribuíram para eu ser o que sou. Todos são meus gigantes. Bom dia!

Samara, Guamaré, 09/06/14.

domingo, 8 de junho de 2014

SOBRENOME GAMA

No dicionário de Língua Portuguesa, GAMA significa a 3ª letra do alfabeto grego, e na gíria da Língua Portuguesa, gamar significa estar encantado pelo outro, apaixonado. 

É interessante registrarmos, a fim de conhecermos o nosso idioma, apesar desse termo estar em desuso.

Existe uma letra de música Namoradinha de um amigo meu (de Roberto Carlos, 1965), que usou a palavra gamado, vejam:

Estou amando loucamente
A namoradinha de um amigo meu
Sei que estou errado
Mas nem mesmo sei como isso aconteceu

Um dia sem querer olhei em seu olhar
E disfarcei até pra ninguém notar
Não sei mais o que faço
Pra ninguém saber que estou gamado assim

Se os dois souberem
Nem mesmo sei o que eles vão pensar de mim
Eu sei que vou sofrer mas tenho que esquecer
O que é dos outros não se deve ter

Vou procurar alguém que não tenha ninguém
Pois comigo aconteceu
Gostar da namorada de um amigo meu.






DIÁRIO DE GUAMARÉ: ALUNO PROCESSA PROFESSOR POR CELULAR RETIRADO EM S...

DIÁRIO DE GUAMARÉ: ALUNO PROCESSA PROFESSOR POR CELULAR RETIRADO EM S...: A polêmica do uso de celular em sala de aula chegou nos tribunais depois que um aluno processou o seu professor por ter tomado o aparelho...

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Hinário Adventista 088 - Achei Um Grande Amigo

MINHA ADMIRAÇÃO PELO ARTESANATO

 Parabéns pelas mãos habilidosas da artesã que faz os belos trabalhos que vocês estão vendo! Ela mora em um distrito de Guamaré/RN. Merece nosso reconhecimento. Esteve na Escola Municipal Benvinda Nunes Teixeira, em Guamaré, divulgando o seu trabalho, e este Blog não poderia deixar de registrar sua presença. Até convidei-a para que se fizesse presente em outra ocasião em minha aula de Artes. É isso aí, o dia do artesão é 19 de março, mas podemos lembrar dela diariamente. Um abraço, D. Ivonete.


SOBRENOME GALENO

Galeno foi o nome de um médico na Grécia Antiga, conhecido por sua grande atuação, por isso hoje na medicina é um termo ligado a médico.

Na fábula O cavalo e o lobo(de La Fontaine), encontramos a estrofe que diz: 
"Respeita em mim um Galeno
Que passa a vida a curar,
Que das ervas as virtudes
Sabe aos morbos aplicar;*

*(Fonte: Fábulas de La Fontaine. Antologia. 4ªed. São Paulo, Martin Claret, 2012. p.112)

No Rio Grande do Norte, em Mossoró (em 1950), nasceu um cantor que possui esse sobrenome; chama-se Bartolomeu da Silva, cujo nome artístico é Bartô Galeno. 


quinta-feira, 5 de junho de 2014

SUGESTÃO DE LEITURA

Literatura infantojuvenil: MACHADO, Ana Maria. Palavras, palavrinhas e palavrões

Alunos da Sala de Leitura da Escola Municipal Benvinda Nunes Teixeira-Guamaré/RN, deem uma olhada neste livro. Faz parte dos livros enviados pelo Ministério da Educação e Cultura-MEC para o programa de incentivo à leitura. Despertem o leitor que está em vocês.

terça-feira, 3 de junho de 2014

REFLEXÃO

(Cartão compartilhado do Google)

SUGESTÃO DE LEITURA


MORENO, Cláudio. O prazer das palavras: um olhar bem-humorado sobre a Língua Portuguesa.1ed. Porto Alegre: RS, L&PM, 2013. 240p

Este livro é bastante interessante, pois mesmo que você conheça o significado de algumas palavras a partir dos dicionários - Aurélio, Houaiss, Aulete... - o autor traz grandes informações. Você, leitor, aprende rindo sem perder a seriedade e a credibilidade da pesquisa, pois muitas das palavras do nosso vocabulário vêm de várias regiões do mundo, e por isso, vale a pena conhecer e ler as versões. É uma mistura de histórias, de culturas.

domingo, 1 de junho de 2014

LUTO PARA O FUTEBOL BRASILEIRO: MORRE O EX-JOGADOR MARINHO CHAGAS

(Foto compartilhada do www.pbagora.com.br)


Faleceu na manhã de hoje (1º de junho de 2014), aos 62 anos, no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa-PB, o ex-jogador Francisco das Chagas Marinho, mais conhecido como Marinho Chagas, em consequência de hemorragia digestiva. 

Ele se encontrava participando de um evento organizado por colecionadores de álbum de figurinhas da Copa do Mundo, em um Shopping da capital paraibana, quando em meio ao público sentiu-se mal e foi levado às pressas em estado grave. Recebeu o tratamento inicial na Unidade de Pronto-Atendimento Oceania, e em seguida, foi transferido para o Hospital de Emergência e Trauma, porém seu quadro foi agravando, e apesar de ter recebido várias bolsas de sangue, não resistiu.

No ano passado, Marinho esteve internado em um hospital em Natal, também com hemorragia digestiva. Segundo comentaristas do futebol, ele havia dito que pretendia deixar de beber, recuperar a saúde, para poder assistir aos jogos da Copa 2014, mas faltando apenas 11 dias para o início desse evento, o lamentável aconteceu, que foi a grande perda desse ícone do futebol brasileiro.

Ele proporcionou muita alegria como craque dos seguintes times: ABC e América (Natal-RN); do Fluminense, Bangu e Botafogo (Rio de Janeiro), São Paulo; jogou também pelo Cosmos e Strikers (Estados Unidos); Fortaleza(Ceará) e Augsburg (Alemanha).

Foi o único jogador norte-riograndense a participar da seleção brasileira que disputou a Copa do Mundo, considerado artilheiro na Copa de 1974.

Há poucos meses, recebeu homenagens na inauguração do estádio Arena das Dunas em Natal.

Seu corpo será transladado para a capital potiguar, onde será velado no Frasqueirão, às 16 horas, em meio a outras homenagens.