sexta-feira, 29 de julho de 2016

VOCÊ SE ACHA DONO DO PRÓPRIO NARIZ?

Eu tremo na base quando alguém diz que "é dono do próprio nariz" e até do nariz do outro. É uma expressão comum, mas que merece uma reflexão.

Se você fosse dono de suas vontades sua vida seria outra, boa ou má, pois quem muda é quem lhe criou. 

O apóstolo Paulo falava: foste comprado por preço, preço de sangue, por isso você tem um valor. Aqui não entra dinheiro, entram valores sociais... tantos...o principal é o respeito. Com este você conquista os demais.

Trazendo para a palavra nariz no sentido literal, se você o controlasse, evitaria rinite alérgica, câncer, lepra...

Se você fosse dono de sua cabeça, evitaria mal de Alzheimer, Acidente Vascular Cerebral(AVC), Aneurisma...

Se você controlasse braços e pés, não amputaria um membro. As mãos? Os ouvidos? Os pulmões? Os rins? Ele deu dois, mas o coração e a língua, entre outros, não temos reserva deles. E por aí vai.

Até a Terra nos foi emprestada, e você não cuida bem dela: polui, desmata... Não é dono do dinheiro. Nem os filhos são nossos.

Deus criou a dupla. É bom receber ajuda de alguém, mas tem que ser pessoa de bem, porque um que tropeça cai junto com o outro. 

É melhor ouvir conselho dos que viveram mais com qualidade, pois sabedoria não vem da idade, e sim, dos bom exemplos imitados.

Deus nos deu o livre arbítrio, porém, às vezes, vamos longe demais e erramos o caminho de volta. Ele dá chances de retorno, e o povo continua brincando de se esconder.

O Espírito Santo se move em nós. Sabe, é quando ouvimos aquela voz advertindo, dizendo: "por aí, não!".

O bom filho retorna. Dá tempo de voltar para Deus, para a família, para os amigos e para o convívio social. 

Deus é o dono de nossa vida; somos apenas mordomos. Deus é a nossa Luz; entreguemos os planos a Ele e façamos a nossa parte.

Vamos despertar! Sejamos vigilantes! 

Pensem nisso! Boa tarde!

quarta-feira, 27 de julho de 2016

ATÉ ONDE VAI A INFLUÊNCIA DE UM PROFESSOR?

Ser adolescente é engraçado, e mais ainda quando é estudante.

Estudante é curioso. Quer saber se o(a) professor(a) tem namorado(a), se é casado(a) ou se tem filhos. Quer saber onde mora, e conversa vai e conversa vem, os alunos vão desfiando o novelo da vida do professor. Ou novela? Não há diferença, são muitas as perguntas.

Um professor pode ser um estímulo na vida de alguém, mas também pode ser um retrocesso, porque se não houver sintonia "a vaca vai pro brejo".

Eu só sei que um dia a vida separa professor e aluno, mas apenas na distância. De repente, aquele menino, aquela menina, agora é gente grande: é pai, é mãe, já casou, já separou-se, é artista famoso. E quando se reencontram parece que o tempo não passou. O cenário das aulas volta à-tona. Muitas histórias se formam numa sala de aula, no corredor, a partir de outras. A saudade vai nos acompanhar para sempre.

Quando sabemos de uma notícia boa envolvendo os alunos, vibramos; caso contrário, morremos por dentro. Como seria bom se todos se dessem bem na vida!

Professor sofre, chora, torce pela felicidade dos alunos; fica feliz quando são bem sucedidos na carreira estudantil e profissional. Eu amo ser professora. Amo meus alunos. Sinto-me realizada ao encontrá-los na rua já trabalhando, inseridos na sociedade, tidos como pessoas de bem.. 

Dessa forma, não há troféu melhor para um professor do que saber que ajudou um estudante a realmente usar o direito que lhe compete e a cumprir o dever de cidadão. Ser professor, é portanto, exercer uma influência que ultrapassa os muros da escola.

sábado, 23 de julho de 2016

SOBRENOMES ARROIO, ARROYO, RIBEIRO

Arroio significa córrego, regato, riacho e  ribeiro em português. 

A variante em espanhol é Arroyo.

Também existe o sobrenome  Ribeiro.

RIMAS DA FÉ

Tenho um grito que não quer calar:
Jesus Cristo virá para lhe buscar
Mesmo que você não queira se preparar
E se iluda com mentira que quer lhe afastar
Da mensagem que o anjo veio anunciar
De que Ele morreu por muito amar
Foi pensando em lhe salvar
Que vim aqui lhe despertar
Acorde outros, vá chamar
Para a verdade escutar
Entre em uma igreja para orar
Em casa e também no lar
Queira levar para o céu e eternizar
As pessoas que você diz amar
Porque seja a religião que professar
Acredita que a vida vai continuar
A graça de Jesus Cristo quer lhe alcançar
Não deixe para amanhã; a fé pode faltar
Por isso, abra os olhos para enxergar
E prepare o coração para perdoar
Para quando Deus os salvos relacionar
Seu nome no Livro da Vida constar

Samara Gadelha de Miranda, 23/07/2016.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

PRECONCEITO (TEXTO DE JANAÍNA TORRES, ALUNA DA 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO DA ESCOLA ESTADUAL MONSENHOR JOAQUIM HONÓRIO-GUAMARÉ/RN) ENVIOU-ME PARA COMPARTILHAR

           Com entusiasmo e com muita tristeza, venho aqui falar sobre essa palavra horrenda que já destruiu vários sonhos bonitos, que oprimiu e oprime vários corações.
          Nesta noite chuvosa, com este frio, olho para as estrelas e vejo-as se esconderem por trás de nuvens escuras. Penso alto e falo com o coração: Deus, por que existem pessoas maledicentes, horrendas, sem coração? Pessoas que maltratam o coração de outra - oh!, preconceito imundo - que faz com que acabe com a autoestima de quem quer que seja.
         É muito fácil olhar para uma pessoa e dizer: que feia! Que gorda! Que horrível! O difícil é se olhar no espelho e enxergar os próprios defeitos, antes de apontar os dos outros.
        "Preconceito", por que tens de existir? Por que tu tens que deixar várias pessoas tristes? Sendo que todos nós somos perfeitos.
          Deus, é triste ver que ainda existem pessoas capazes de entristecer o coração de outras com palavras absurdas e mentirosas! É mais triste ainda saber que têm pessoas que baixam a cabeça com inúmeras ofensas. Temos que levantar a cabeça e seguir em frente sem nos rebaixarmos ao preconceito.
          Se alguém tentar te deixar triste com palavras ofensivas, levante a cabeça e diga alto: sou perfeita, porque Deus quis que eu fosse assim.
           Devemos ser quem somos sem ligar para o que os outros dizem, afinal os outros são só os outros. Sou linda! Sou perfeita! Sou humana! Sou de Deus!


O LEITOR E A POESIA (TEXTO DE AFFONSO ROMANO DE SANT'ANNA)

Poesia    
            não é o que o autor nomeia,
            é o que o leitor incendeia.

            Não é o que o autor pavoneia.
            é o que o leitor colha à colmeia.

            Não é o ouro na veia.
            é o que vem na bateia.

Poesia   
             não é o que o autor dá na ceia,
             mas o que o leitor banqueteia.

SANT'ANNA, Affonso Romano de. Melhores poemas. 3ª ed. Seleção de Donaldo Schüler. São Paulo: Global, 1997. p.150. In: CEREJA, William Roberto; MAGALHÃES, Thereza Cochar. Português: linguagens. 3 - 9. ed. São Paulo: Saraiva, 2013. p.85.

HOJE É OUTRO DIA (MÁRIO QUINTANA)

Quando abro cada manhã a janela do meu quarto
É como se abrisse o  mesmo livro
Numa página nova...

QUINTANA, Mário. Poesia completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2005. p.855.

quarta-feira, 20 de julho de 2016

SUGESTÃO DE LEITURA INFANTOJUVENIL



BARCELLOS, Bel. O velho e a mosca. Rocco

Trabalhei em sala de leitura com meus alunos, pois o livro aborda os temas: solidão, amizade, interação, diferenças, envelhecimento. Percebemos a intertextualidade quando a autora fez referência a uma frase da música de Raul Seixas (Eu sou a mosca que pousou em sua sopa.) e ao citar um ditado popular invertido. O original é "Mil vezes só do que mal acompanhado." Ou: "Melhor só do que mal acompanhado." Ela conclui dizendo: Pior só do que mal acompanhado. É interessante e gostoso de ler ao se trabalhar os gêneros prosa e poesia.

terça-feira, 19 de julho de 2016

LEMBRETE (CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE)

Se procurar bem, você acaba encontrando
não a explicação (duvidosa) da vida,
mas a poesia (inexplicável) da vida.

ANDRADE, Carlos Drummond de. Corpo. Rio de Janeiro: Record, 2011. p. 99.

A PALAVRA (TEXTO DE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE)

Já não quero dicionários
consultados em vão.
Quero só a palavra
que nunca estará neles
nem se pode inventar.

Que resumiria o mundo
e o substituiria.
Mais sol do que o sol,
dentro da qual vivêssemos
todos em comunhão,
mudos,
saboreando-a.

ANDRADE, Carlos Drummond de. A paixão medida. Rio de Janeiro: Record. p. 79.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

VAMOS PRESERVAR!

Por que o ser humano age instintivamente no intuito de depredar um patrimônio coletivo?

Por que sente prazer em colocar abaixo o que o outro construiu?

Por que joga lixo nas ruas após o carro de coleta já ter passado? Lixo que muitas vezes é contaminado. 

Vemos no mercado, nas calçadas, cascas de fruta que podem provocar uma queda em quem passa por ali. Jogam lâmina, vidro quebrado, tábua com prego enferrujado.

Por que as pichações das gangs?

Eu preciso da escola, da praça, do hospital, da rodoviária, da feira livre, você também. Meu filho e o seu precisam. Seus netos precisam.

Por que entupir os bueiros com lixo?

Por que jogar produtos no rio ou no mar?

Isso não é atitude de uma pessoa boa. Que exemplo de cidadão você está dando?

O que você vai deixar para as gerações futuras?

Se não puder ajudar, não atrapalhe!

Os adversários sabem falar quando o gestor não faz. Quando está feito não sabem preservar. Destroem praças que contêm parque infantil e material de ginástica, depois falam mal. A que consciência chegam!

Você pode pensar: _ Não é comigo o que ela está dizendo. É sim, você também está inserido no contexto. Se não limpa a sua caixa d'água o mosquito faz morada. Você pode até não ficar doente, mas eu posso ser vítima de sua falta de higiene, e aí?

Eu preciso respirar ar puro. Dá para despoluir?

Será que você é tão insensível a ponto de não ver que tem culpa na doença ou na morte do outro?

Seja mais humano! O mundo precisa de sua ação para mudar essa realidade. Se você colaborar com o meio ambiente, estará preservando nossa amizade. Nós precisamos um do outro. Sua atitude pode salvar uma vida.

Conto com você; não me decepcione!


domingo, 17 de julho de 2016

DICAS DE ESPANHOL - PARTE II

Acentuação/Acentuación

Em português as paroxítonas terminadas em ditongo recebem acento, mas em espanhol não.
Ex.: historia, tragedia, palacio, vocabulario, familia, proprietario, escritorio, importancia, laboratorio, solitario, estrategias, paciencia, diario...

As palavras terminadas em "IA", sendo sílaba forte em português, não recebem acento; sendo o contrário em espanhol  
Ex.: García, energía, poesía, había, vivía, economía, pretendía, hacía, Matías, judía...

Todas as proparoxítonas são acentuadas como em português.
Ex.: únicas, domésticas, artículo, específico, geográficas, médicos, público, página, números, música, término...


DICAS DE ESPANHOL - PARTE I

Você pode ser autodidata em qualquer assunto. Por que esperar só pelo ensino transmitido na escola?
Eis algumas dicas para quem quer aprender a língua espanhola. Veja a diferença entre português e espanhol. Não perca tempo!

Não tem "OU"
Ex.: Outras - otras
       Poucas - pocas
       Ouro - oro
       Louco - loco
       Falou - habló
       Habitou - habitó
       Criou - creó
       Passou - pasó
       Roupa - ropa
       Ficou - quedó 

Em português o "s" entre duas vogais tem som de "z", mas em espanhol tem som de "SS". 
Ex.: Casa - casa
       Mesa - mesa
       Piso - piso
        
Então, não é preciso "ss", o som já é dobrado. Vejamos:
Ex.: Professor - profesor
       Passado - pasado
       Discussão - discusión   
       Processo - proceso
       Classe - clase
       Isso - eso
       Pessoais - personales
       Impressões - impresiones
       Expressões - expresiones
       Classificar - clasificar
       Confesso - confieso
       Profissões - profesiones
       Necessárias - necesarias
       Grosso - grueso

Não tem "EI"
Ex.: Creio - creo
       Herdeiro - heredero
       Toureiro - torero
       Padeiro - panadero
       Porteiro - portero
       Verdadeiro - verdadero
       Geladeira - heladera
       Ferreiro - herrero
       Engenheiro - ingeniero
       Dinheiro - dinero
       Maneira - manera
       Primeira - primera
       Beijo - beso
       Respeitam - respetan
       Queijo - queso
       Trabalhei - trabajé
       Sujeito - sujeto

Não tem "OI"
Ex: Coisas - cosas

Não tem "NH"
Ex: Espanha - España
      Senhor - Señor
      Sonho - sueño
      Banho - baño
      Companheiro - compañero
      Amanhã - mañana
      Campanha - campaña
      Criança - niña

Não tem "Ç". É substituído por "Z"
Ex.: Confiança - confianza
       Reforço - refuerzo
       Março - marzo
       Abraços - abrazos
       Peças - piezas
       Mendonça - Mendonza
       Praça - plaza
      Terraço - terraza
       Esperança - esperanza

O "Z" passa a ser "C"
Ex.: Prazer - placer
       Maizena - maicena

Não se usa "ÃO"
Ex.: São - son
       Farão - harán
       Estão - están
       Direção - dirección
       Relação - relación
       Opinião - opinión
       Atenção - atención
       Posição - posición
       Situação - situación
       Profissão - profesión
       Opção - opción
       Explicação - explicación
       Função - función
       Salão - salón
       Gastão - Gastón
       Sebastião - Sebastián
       Continuação - continuación
       Preposição - preposición
       Edição - edición
       Assunção - Asunción
       Algodão - algodón
       Montão - montón
       Limão - limón
       Milhão - millón
       Conversação - conversación
       Discriminação - discriminación
       Introdução - introducción

O "Q" é substituído por "C"
Ex.: Qual - cuál
       Consequências - consecuencias
       Adequada - adecuada
       Inadequada - inadecuada
       Frequente - frecuente
       Quarto - cuarto
       Quanto - cuánto
       Quando - cuando
       Qualquer - cualquier
       Antiquada - anticuada
       Quantidade - cantidad
       Qualidade - calidad
       Quadriculado - cuadriculado
       Quadro - cuadro
       Aquário - acuario
       Quase - casi
       Eloquente - elocuente
       Questionário - cuestionario
       Quota - cuota
       Questão - cuestión

Outra dica é ver filme legendado, ouvir música, ler um livro para ir ampliando o vocabulário, e ainda pode ouvir áudio para aprender a pronúncia. Em caso de dúvida, recorra ao dicionário e ao tradutor virtual.

"IM e ÉM" no final das palavras em espanhol é "ÍN e ÉN"
Ex.: Também - también
       Quem - quién
       Boletim - boletín
       Alguém - alguién

Não possui Hífen (-) para separar verbos. (A forma é diferente da nossa ênclise, próclise e mesóclise).
Ex.: Compártelo
        Saludarse
        Coméntalo
        Preséntate
        Conociéndonos
        Verte
        Pregúntales
        Protegerlo
        Tratarse
        Basándome
        Buscarla
        Siéntese
        Escríbelo
        Transformarla
        Saberlo
        Mándame
        Dirigirme
        Llamarlas
        Relaciónalos
        Realizarlo

O hífen em espanhol também não separa palavras compostas.
Ex.: norteamericano
       hispanohablante
       mediodia

O "O" corresponde a "U"
Ex.: Pois - pues
       Ponto - punto
       Fosse - fuese
 
O "O" corresponde a "UE"
Ex: Encontro - encuentro
      Conto - cuento
      Proposta - propuesta
      Escola - escuela
      Morte - muerte
      Acordo - acuerdo
      Porto - puerto
      Forte - fuerte
      Novo - nuevo
      Foram - fueron
      Solto - suelto
      Fonte - fuente
      Logo - luego
      Corpo - cuerpo
      Bom - bueno
      Ponte - puente
      Sorte - suerte

O "E" corresponde a "IE"
Ex.: Grego - griego
       Tem - tiene
       Aberto - abierto
       Céu - cielo
       Independente - independiente
       Tempo - tiempo
       Dentes - dientes
       Conhecimento - conocimiento
       Sempre - siempre
       Tratamento - tratamiento

O plural "AIS" é "ALES" e "EIS" é "ELES"
Ex.: Superficiais - superficiales
       Capitais - capitales
       Naturais - naturales
       Orientais - orientales
       Pessoais - personales
       Artificiais - artificiales
       Comerciais - comerciales
       Vogais - vocales
       Individuais - individuales
       Finais - finales
       Papéis - papeles

O "LH" corresponde a "LL" e "J"
Ex.: Cavalheiro - caballero
       Folheto - folleto
       Castilho - Castillo
       Humilhada - humillada
       Medalha - medalla
       Cordilheira - cordillera

       Olhos - ojos
       Folha - hoja
       Semelhança - semejanza
       Filho - hijo
       Afilhado - ahijado
       Mulher - mujer
       Melhor - mejor
       Conselho - consejo
       Trabalho - trabajo

O "CH" também corresponde a "LL"
Ex.: Chamo - llamo
       Cheio - llenno
       Chegado - llegado
       Chuvoso - lluvioso

O "CH" com som de "TCH"
Ex.: Muchacha - menina
       Chica - menina
       Tchau - Chao
       Feito - hecho
       Noites - noches
       Escuta - escucha

O acento circunflexo (^) é substituído por (´).
Ex.: Ânimo - ánimo
       Irônica - irónica
       Eletrônico - electrónico
       Cômica - cómica
       Telefônica - telefónica
       Cerâmica - cerámica
       Gastronômica - gastronómica
       Trânsito - tránsito
       Âmbito - ámbito
       Quilômetro - kilómetro
       Gênero - género

Tanto em português como em espanhol a letra "H" não tem som.
Ex.: Faz- hace 
       Há - hay 
       Hoje - hoy 
       Façam - hagan
       Formiga - hormiga
       Irmão - hermano
       Ferro - hierro
       Ferramenta - herramienta
       Farinha - harina

Palavras que terminam em 'VEL" corresponde a "BLE".
Ex.: Sensível - sensible
       Provável - probable
       Insaciável - insaciable
       Agradável - agradable
       Responsáveis - responsables

Há palavras onde "EE" passa a ser só "E".
Ex.: Surpreendido - sorprendido
       Compreensivo - comprensivo
       Compreensão - compresión

sexta-feira, 15 de julho de 2016

OS BENEFÍCIOS DO MORANGO


De origem europeia, é fruta de sabor ácido e ao mesmo tempo doce, típica de clima frio. É usada em culinária de forma diversificada do tipo: milk shake, suco, sorvete, doce, geleia, pavê, crepe, mousse, bolo, biscoito recheado, rocambole, confeitos (balinhas), coquetel, licor e em decoração de tortas.

Li sobre esta bênção da natureza e a cada dia me encanto mais. É rica em vitamina C. Traz muitos benefícios à saúde: fortalece o sistema imunológico, retarda o envelhecimento e não é tão calórica. Excelente para o coração e para o cérebro. Só em olharmos estimula o apetite.

Existem receitas feitas em combinação com creme-de-leite, chantily, chocolate branco, chocolate amargo, gelatina, etc.

Eu vejo que muitas pessoas desperdiçam dinheiro com refrigerante e produtos industrializados, quando se tem essa delícia de fruta e outras como remédio caseiro, porque seu consumo é garantia de vida saudável. 

O morango é encontrado também na forma de corante de medicamentos, e ainda serviu de inspiração para a música "Morango do Nordeste", gravada por Lairton e seus teclados, Frank Aguiar e outros cantores. É na verdade uma linguagem figurada significando raridade na beleza e por não ser uma planta comum ao solo nordestino, pois o morango foi trazido pelos italianos, o maior produtor no Brasil é o Rio Grande do Sul, tornando-se comercializado em todo o país.

Não devemos esquecer que também faz parte de cosméticos, uma vez que há fragrância e sabor de shampoo, perfume, hidratantes, batons etc. Hum!!!!!!!!!! Que aroma gostoso! Imagino como fica o ambiente cercado de morangueiros. E não estranhe, tem mais, Morango sendo sobrenome.

Conhecido como pseudofruto devido à formação genética.

quinta-feira, 14 de julho de 2016

SOBRENOME ANGELIM

Nome de uma espécie de árvore alta, comum na Amazônia, cuja madeira é usada em móveis, construções e ornamentação de praças e jardins.

É também nome de várias cidades brasileiras da região nordeste.

SOBRENOMES DE JUDEUS

Quer conhecer a história dos cristãos novos, os chamados marranos, judeus que foram perseguidos pela Inquisição nos países ibéricos? Eles se espalharam pelo mundo nos séculos XV a XVIII.

Veja o que diz o site https://tokdehistoria.com.br/2014/03/23/sobrenomes-de-judeus-expulsos-da-espanha-em-1492-veja-se-o-seu-esta-na-lista/

quarta-feira, 13 de julho de 2016

QUEM FOI MARIA LALY CARNEIRO?

Uma potiguar, médica, nascida em Mossoró-RN, presa em 1964 durante o regime militar. Vivia na França, onde casou com um conde e teve 3 filhos. Faleceu ontem, dia 12 de julho de 2016, aos 80 anos.

Conheça sua história através do site www.tribunadonorte.com.br 

CONSTRUA A ARCA!

"A preguiça é a chave da pobreza." Este foi um dos provérbios populares que aprendi na infância e vejo fundamento no que transmite, pois não se trata apenas da pobreza, como sendo a falta de bens materiais, mas a pobreza de espírito, porque quem não se movimenta, "não mexe uma palha" e fica aguardando as bênçãos caírem dos Céus sem fazer esforço, morrerá pobre.

Quanto à pobreza espiritual, se você não ora, não canta, não testemunha, o que está fazendo e esperando da vida? Quem não planta não tem direito a colher. Semeia-se hoje para colher amanhã, nem que esse amanhã, aos nossos olhos, demore muito tempo.

Quando foi para chamar Lázaro do túmulo, Jesus Cristo disse: remova a pedra. Quando foi para curar um paralítico que foi trazido por amigos, Ele deixou que descessem a maca pelo teto, quando poderia ter ido lá fora. Ele espera que façamos a nossa parte.

Estude, faça concurso, aceite estágio sem ser remunerado, se recicle, atualize-se. Por menor que seja o primeiro passo que você esteja dando, valerá a pena plantar a semente.

Não durma no ponto, a fila anda. Noé esperou um século para cair a chuva prometida por Deus. Pela fé, alcançou a bênção, mas o terreno foi preparado quando foi dada a chance de construir a arca. Deus pede um pouco de nós e complementa a obra.

Acrescento o provérbio que diz: "prevenir o futuro é mangar do tempo". Você vai esperar que chova para apanhar a roupa no varal?


domingo, 10 de julho de 2016

ANIVERSARIANTES DE JULHO

Deus, o autor da vida, reserva muitas bênçãos para o amanhã que virá, e você é um(a) dos(as) escolhidos(as) para recebê-las. Vale a pena crer! Parabéns!


O QUE ESPERAMOS DO MUNDO E O QUE O MUNDO ESPERA DE NÓS

Um dia, quando estava perto de deixar a terra, Jesus Cristo disse aos discípulos: "não ameis o mundo nem as coisas que no mundo há". Hoje, consigo entender claramente as palavras dEle, pois ao tentar Jesus no deserto, o inimigo ofereceu toda a glória deste mundo se Ele o adorasse, no entanto, Jesus resistiu falando: "vai-te, porque está escrito: nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus". (Mateus 4:4) 

A glória que o mundo dá é passageira e a de Deus é eterna. Isso mostra que o ser humano foi sequestrado do Éden, que Jesus pagou o resgate, e que deixar de ter fé enfraquece o espírito. Vale a pena crer, confiar, fortalecer e esperar para ter o corpo glorificado por Deus.

Sendo assim, nós podemos desfrutar de muitas coisas nesse mundo, porém ele está contaminado de desgraça. Adianta ficar feliz vendo meu próximo sofrendo? É desemprego, injustiça, falsidade, traição, falta de amor, corrida por fama e dinheiro, corrupção, vida ceifada de forma inesperada e cruel. O que prevalece é mais negativo do que positivo. Em quem confiar? Penso nas crianças que estão a esperar por um mundo melhor. O que posso fazer pelos que ainda virão?

Também algumas vezes nos encontramos no deserto da tentação, no vale da sombra da morte. Só Deus para ter misericórdia de nós! Devemos, portanto, levar uma vida normal, mas sabendo que Deus pedirá contas. O tempo é efêmero e pouco nos resta dele. Precisamos de sabedoria para abrirmos os olhos acerca do que se passa ao nosso redor, necessitamos de desapego material e de amar mais o outro.

Não troco minha salvação pela glória deste mundo. A Bíblia dá a entender que teremos um acerto de contas com Deus, a terra será restaurada, Jesus descerá com a Cidade Santa e ainda conheceremos outros mundos onde não houve pecado. A eternidade promete ser um paraíso, no entanto, vamos fazer a nossa parte, polindo, lapidando o nosso caráter.




quarta-feira, 6 de julho de 2016

MANEIRA DE AMAR (TEXTO DE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE)

     O jardineiro conversava com as flores, e elas se habituaram ao diálogo. Passava manhãs contando coisas a uma cravina ou escutando o que lhe confiava um gerânio. O girassol não ia muito com sua cara, ou porque não fosse homem bonito, ou porque os girassóis são orgulhosos de natureza.

     Em vão o jardineiro tentava captar-lhe as graças, pois o girassol chegava a voltar-se contra a luz para para não ver o rosto que lhe sorria. Era uma situação bastante embaraçosa, que as outras flores não comentavam. Nunca, entretanto, o jardineiro deixou de regar o pé de girassol e de renovar-lhe a terra, na ocasião devida.

    O dono do jardim achou que seu empregado perdia muito tempo parado diante dos canteiros, aparentemente não fazendo coisa alguma. E mandou-o embora, depois de assinar a carteira de trabalho.

     Depois que o jardineiro saiu, as flores ficaram tristes e censuravam-se porque não tinham induzido o girassol a mudar de atitude. A  mais triste de todas era o girassol, que não se conformava com a ausência do homem. "Você o tratava mal, agora está arrependido?" "Não", respondeu, "estou triste porque agora não posso tratá-lo mal. É a minha maneira de amar, ele sabia disso, e gostava."

ANDRADE, Carlos Drummond de. A cor de cada um. 13. ed. Rio de Janeiro: Record, 1997. p. 30. In: PENTEADO, Ana Elisa de Arruda...[et al.] 4. ed. São Paulo: Edições SM, 2015. - (Para viver juntos) p.280

sábado, 2 de julho de 2016

NUNCA PARE DE SONHAR (MÚSICA DE GONZAGUINHA)

Ontem um menino
Que brincava me falou
Hoje é a semente do amanhã

Para não ter medo
Que este tempo vai passar
Não se desespere, nem pare de sonhar

Nunca se entregue
Nasça sempre com as manhãs
Deixe a luz do sol brilhar no céu do seu olhar
Fé na vida, fé no homem, fé no que virá
Nós podemos tudo, nós podemos mais
Vamos lá fazer o que será


Gonzaguinha. Nunca pare de sonhar. Grávido. EMI, 1984. CD. In: OLIVEIRA, Tania Amaral de...[et al]. Tecendo Linguagens: Língua Portuguesa. 9º ano. 4ª ed. São Paulo: IBEP, 2015. p. 203.

sexta-feira, 1 de julho de 2016

A TROCA (TEXTO DE LYGIA BOJUNGA)

       Para mim, livro é vida; desde que eu era muito pequena os livros me deram casa e comida.
       Foi assim: eu brincava de construtora, livro era tijolo; em pé, fazia parede; deitado, fazia degrau de escada; inclinado, encostava num outro e fazia telhado. E quando a casinha ficava pronta eu me espremia lá dentro pra brincar de morar em livro.
        De casa em casa eu fui descobrindo o mundo (de tanto olhar pras paredes). Primeiro, olhando desenhos; depois, decifrando palavras.
         Fui crescendo; e derrubei telhados com a cabeça. Mas fui pegando intimidade com as palavras. E quanto mais íntimas a gente ficava, menos eu ia me lembrando de consertar o telhado ou de construir novas casas. Só por causa de uma razão: o livro agora alimentava a minha imaginação.
        Todo dia a minha imaginação comia, comia e comia; e de barriga assim toda cheia, me levava pra morar no mundo inteiro: iglu, cabana, palácio, arranha-céu, era só escolher e pronto, o livro me dava.
        Foi assim que, devagarinho, me habituei com essa troca tão gostosa que - no meu jeito de ver as coisas - é a troca da própria vida; quanto mais eu buscava no livro, mais ele me dava.
        Mas como a gente tem mania de sempre querer mais, eu cismei um dia de alargar a troca: comecei a fabricar tijolo pra - em algum lugar - uma criança juntar com outros, e levantar a casa onde ela vai morar.

BOJUNGA, Lygia. Livro: um encontro com Lygia Bojunga. 2. ed. Rio de Janeiro. Agir, 1998. In: OLIVEIRA, Tania Amaral de... [et al]. Tecendo Linguagens - Língua portuguesa: 7º ano. 4ª ed. São Paulo: IBEP, 2015. p.125-126