domingo, 8 de maio de 2022

DIA DAS MÃES

Mãe: palavra pequena com um significado enorme!

Deus não nos fez em formato de robô: somos seres pensantes, inteligentes, criativos, gerados de uma forma magnífica.

Ela veio ao mundo para ser mediadora da vida, para proteger, dar carinho, amar e torcer pela felicidade de cada filho, ser um anjo.

Costuma-se dizer que não há outro amor comparado ao de Deus, pois a mãe está sempre pronta a perdoar, a esquecer nossos erros e a nos dar mais uma chance de sermos melhores.

As mães veem as crias como crianças frágeis, e se doam, por isso, merecem atenção em todos os dias de sua vida, e não apenas no segundo domingo de maio. Vivem em função dos filhos e esquecem de viver a sua.

Que falta faz quando a mãe não está mais entre nós fisicamente!

Hoje sou mãe também e, quando dialogo com meu filho, em minha mente desfilam infinitas recordações. Lembro de todos os detalhes das conversas, dos conselhos, do seu amor tão bem expresso nas atitudes diárias. 

Como dizia minha avó-mãe: recordar é viver outra vez. Saudades de cada dia desfrutado ao lado dela, que me acompanhou e me orientou em cada passo da caminhada, bem como, lembro da mãe biológica. Sinto-me feliz por ter sido muito amada por elas e por minhas tias.

Sou grata a Deus pela vida desses anjos inesquecíveis que Ele colocou no meu caminho.

Avó-mãe e mãe partiram, porém, a cada dia se fazem mais presentes na memória, onde tudo parece que aconteceu há pouco tempo, principalmente a infância e a adolescência. Recordo ainda que minha avó-mãe com 102 anos falava com carinho e saudade da sua tia-mãe, pois a mesma cuidou dela quando ficou órfã. Que delícia é lembrar!

Elas me deram muitos presentes, entretanto, o maior e mais importante foi me ensinar a ter fé e adorar ao Deus que nos criou e nos mantém. Ele é quem me ajuda a enfrentar os desafios, a superar as dificuldades, dando-me forças para viver e não apenas existir. A Deus toda glória! 

Em respeito à memória das minhas lindas, escrevo tudo isso, que pode ser deletado do papel, da tela, mas jamais da minha mente.

Vou ficar aqui, viajando no tempo, enquanto aguardo o reencontro na eternidade.  

AMOR ETERNO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!





.

quarta-feira, 30 de março de 2022

AS DELÍCIAS DA FÉ

Maravilha é ter fé! É poder saber onde seguramente colocamos nosso pé, e assim marchamos em direção a um alvo.

Isso me motiva a viver: confiar que o impossível pode acontecer, e que o melhor está por vir.

Com esse pensamento vou em frente. 

Gostaria que a minha fé em Deus contagiasse muita gente, pois enfrento dificuldades, lutas, no entanto, não me deixo abater. 

Entendo que nada acontece por acaso, então, vou alimentando a fé. Palavra pequena com um poder tão grande!

Precisamos exercitar esse sentimento enquanto subimos e baixamos na imensa gangorra que é a vida. Cada dia deve ser maior que nas vezes anteriores.

Desse jeito vou me enchendo de expectativas, tranquilidade e sonhos. Dou saltos, escorrego, mas Deus me levanta.

Eu pergunto: _ Você tem fé? Em que ele está firmada? 

Relembre experiências vivenciadas por você, situações que sem fé não teria sido possível resolvê-las.

Pela fé eu contemplo o invisível, o que está longe do meu alcance, e sei que vencerei, pois o futuro me espera. É o combustível diário que me permite crescer em todas as áreas da vida.

O autor da fé é Deus. Este é quem me sustenta e me deixa forte para enfrentar as tempestades no deserto que vou passando, e ao mesmo tempo aprendendo que o deserto é lugar de passagem. Logo, trago sempre a ideia de que a fé prova nossa paciência. É algo pessoal que posso ensinar a tê-la e desenvolvê-la, porém, muitos não querem experimentar, deixando de saborear suas delícias.

Somos frutos de nossas escolhas. Eu escolho fé. 


domingo, 6 de fevereiro de 2022

REFLEXÃO

O ano de 2022 foi bastante esperado pelas pessoas de todo o mundo, porque os anos de 2020 e 2021 foram atípicos, e queremos qualidade de vida, saúde e cura. 

Assim, em meio às variantes da COVID e teste de vacinas já vencemos o primeiro mês de 2022, ainda que tenha sido cheio de incertezas e expectativas. 

Foram dias difíceis, alternados de dor e esperança, entretanto, aprendemos a ser mais gente boa, sensível, e certamente, nos aproximamos mais de Deus e do próximo.

Ano letivo à vista... novidades... nova escola, nova farda, novo material escolar, novos professores, novas amizades, novos pensamentos!  Você precisa ser renovado(a).

Oportunidade de se reinventar, de dar a volta por cima, de se recuperar do susto, das angústias, da tristeza, e buscar desenvolver cada vez mais o lado espiritual.

Devemos dar as mãos, orar, cantar, celebrar a vida a cada dia que despertarmos, que virmos a luz do sol; repartir as bênçãos e ser gratos a Deus por nos renovar através de sua palavra, da vinda de crianças ao mundo, por nos aproximar uns dos outros através da tecnologia, e  pedir sabedoria para mudar o que pode ser mudado.

Precisamos também valorizar cada flor que se abre, a chuva que cai, o relâmpago que risca o céu, o trovão, o alimento que chega à mesa, a roupa que vestimos, o calçado que usamos, o emprego que nos sustenta e olhar para a frente e para cima. 

Vamos amar, perdoar e tentar ser melhores cidadãos em meio às situações que nos rodeiam!

Aproveite cada segundo na presença do Pai Celestial. Dessa forma a vida vai suavizando os obstáculos. Só Ele tem a saída para qualquer dificuldade.

Estou aqui para torcer por sua felicidade. Esta você constrói com Deus no comando. Abra a porta do coração e permita-O fazer maravilhas em sua vida. Você então poderá dizer: _Nunca foi sorte, foi Deus.

Um abraço!.












domingo, 19 de dezembro de 2021

PEDAGOGIA DE PROJETOS EM TEMPO DE PANDEMIA


Estamos encerrando as atividades dos anos letivos 2020 e 2021. Foram dias difíceis para todos que fazem parte da comunidade escolar: um misto de sentimentos, saudades, perda de familiares, amigos e desconhecidos, o psicológico afetado, bombardeado pelas notícias divulgadas diariamente na mídia nacional e internacional, mas graças a Deus estamos vencendo. 

Tivemos que nos reinventar, conviver dentro do expediente e fora dele com a tecnologia, fazendo da nossa casa a extensão da escola, dividindo nosso tempo com as famílias dos alunos e funcionários. A rotina era abre câmera, fecha câmera, e acabamos nos acostumando, alternando reuniões e formações a distância, através das seguintes ferramentas: You Tube, Google Meet, Zoom, SIGEDUC, Google Forms, WhatsApp...

Em meio a decretos governamentais, houve relatórios de acompanhamento das ações desenvolvidas, aulas remotas, retorno com 50% dos alunos presenciais, depois 100%. Foi muito trabalho para a gestão, coordenadores, professores, secretários escolares, digitadores e pessoal de apoio, a fim de seguir o protocolo de biossegurança no enfrentamento à COVID-19 e variante.

Assim, a Escola Estadual Monsenhor Joaquim Honório, localizada em Guamaré/RN, encerrou o 4º bimestre com um Projeto Pedagógico o qual faz parte do calendário escolar, embora não tenha sido aberto à comunidade local, como anteriormente acontecia na praça em frente à escola.  As oficinas e culminância do projeto ocorreram nas salas de aula e no pátio. Houve bastante envolvimento das turmas. 

O tema foi: "Um diálogo entre meu percurso escolar, minha história e meu lugar no mundo".

As modalidades de ensino da referida escola são o Médio regular e EJA-Médio, por isso a escolha do tema foi um incentivo para os alunos repensarem sua condição de estudante e como podem contribuir com a sociedade e se decidirem na profissão.

Utilizaram poemas, cordéis, memoriais, maquetes, entrevistas, pesquisas, Minimostra de Profissões. Os alunos de uma turma prepararam uma cápsula do tempo que foi enterrada para ser reaberta em 2027... Até lá muitas águas irão rolar; então, saberemos o destino que cada um tomou a partir da reflexão feita nessa semana acerca de algumas profissões e o mercado de trabalho, tendo a escola como uma ponte orientadora, facilitadora e incentivadora na medida do possível.

Eu, Samara Gadelha de Miranda, na condição de gestora, e Iaponi de Abreu Maurício, Vice-gestor, parabenizamos todos os envolvidos direta e indiretamente no Projeto. Reconhecemos a importância dos professores como formadores de opinião na formação de protagonistas, pois a programação teve o objetivo alcançado, centrado nos alunos. 

Foi primordial o apoio da Coordenação pedagógica: Marciano Vieira de Melo, Ana Borges Cunha e Mariana Furtado. 

Também não podemos esquecer do apoio da Coordenadora Financeira, Samantha Arruda, do porteiro Manoel, das merendeiras Neuma, Gousima, Lenilda, Neide e Rochele, juntamente com os da limpeza: Glória, Lucivânia e Renata, que garantiram o zelo com o espaço físico e a segurança de todos. E ainda tivemos na Educação Especial a professora auxiliar Elilde e a cuidadora Joaquina. 

O sucesso ocorreu por trabalharmos em equipe e de forma democrática.

Parabéns, heróis e heroínas! Vamos seguir olhando para a frente e para cima!

























sexta-feira, 17 de dezembro de 2021

ESPÍRITO NATALINO

 



Aproxima-se mais uma data festiva. O espírito natalino é contagiante. Festa para alguns, solidão para outros, distanciamento. Junto vem ceia, roupa nova, calçado, brinquedo, amigo cheiroso, amigo doce, ruas e casas decoradas, mas em algum lugar alguém chora, alguém não tem teto para dormir. E assim foi a vinda de Jesus Cristo. O rei do universo humildemente desceu até nós, quando os reis da terra se divertiam desfrutando de alegria efêmera, e ignoraram sua presença.

Na verdade não se sabe a data exata do Seu nascimento. Negaram-lhe pousada. Hoje Ele quer se hospedar em nosso coração, e fazer morada para sempre. Como? Devemos acolher o próximo e estar em sintonia com os céus a todo instante, a fim de sentirmos a verdadeira paz que Ele irradia, por isso o chamamos de Sol da Justiça.

Que a Sua luz nos ilumine! Feliz Natal a todos!


quarta-feira, 24 de novembro de 2021

COMO VAI A SAÚDE?

Como alguém pode viver bem sem saúde? Não tem como. Aí reclama de dor aqui, dor ali. Reclama das filas intermináveis de espera do Sistema Único de Saúde (SUS), mas não cuida do corpo.

É só observarmos a alimentação: refrigerantes, enlatados, embutidos, corantes, conservantes, doces; é tudo uma tentação. E haja fast-food! Junta tudo isso com o sedentarismo e a falta de vitaminas. Ainda acrescentam álcool, fumo, outras drogas, ódio, rancor...

Mas é isso aí, as pessoas se deixam levar pelo olhar e pelo paladar, e morrem pela boca.

E ainda dizem: _ Morro feliz. _Só não vou morrer de fome. _É só hoje, amanhã vou iniciar uma dieta hipocalórica ou hiper. Difícil decisão!

E qual é o resultado? Diabetes, hipertensão, obesidade, infarto, úlcera, AVC, câncer etc.

Ah, se seguíssemos o cardápio de frutas, hortaliças, legumes, bastante água, menos sal e menos açúcar! Tudo seria diferente com o povo disposto, acrescentando anos de vida, no entanto, a realidade é outra. 

Vale salientar que os idosos estão se cuidando, principalmente, por terem políticas públicas a seu favor que garantem um acompanhamento dos agentes de saúde, enquanto muitos jovens estão relaxando no excesso de prazeres com a história de viverem intensamente o livre arbítrio.

Para se ter saúde é necessário equilibrar o físico e o espiritual, fazer reflexão, meditação, ter um momento a sós com Deus, amar, perdoar, pensar positivo, ter lazer, estudar, fazer check up, evitar discussão, cantar, chorar se for preciso ou sorrir em meio à tristeza, torcer pela felicidade do outro, plantar, dançar, fazer ginástica, ler um bom livro, caminhar, nadar, pular, correr, viajar, ocupar a mente fazendo algo por um necessitado, planejando, enchendo-se de fé e esperança, sempre acreditando que o dia de amanhã será melhor que o de hoje. 

Também é importante balancear a alimentação e o humor para melhorar a imunidade.

Se estiver com raiva, escreva na areia, depois apague, e se for no papel, rasgue. Dê uma nova chance a si mesmo(a) de ser feliz. Acredite em Deus e no seu potencial. Faça a sua parte, colabore com o universo.

Aqui fica o meu recado para você, leitor. É uma receita que tem dado certo comigo. Seja feliz!





terça-feira, 26 de outubro de 2021

GUAMARÉ EM VERSOS

Não venho falar asneiras

Mas de belezas naturais

Pessoas hospitaleiras

Atraentes e bem legais


De empresas petroleiras

Dunas e manguezais

Camarões nos viveiros

Fatos históricos reais


Para se apreciar da cadeira

Deixando curiosos os demais

Ou debruçado numa porteira

Contemplando os pombais


E a lua por trás da bananeira

Vista por solteiros e casais

Do centro e da fronteira

Em dias de festa e normais


Assim Guamaré vem festeira

Mostrando novos visuais

Como uma águia altaneira

Em seus voos pontuais


Posicionada como primeira

A ser divulgada nos jornais

Como uma cidade salineira

Próspera entre outros litorais


Também é companheira

Sem esquecer jamais

De sua raiz ribeira

Rica nos aspectos gerais


Samara Gadelha de Miranda, 26/10/2021.