sexta-feira, 24 de outubro de 2014

PALAVRAS ARCAICAS

Eita! Chegou a hora de postar palavras arcaicas. Você certamente já ouviu falar nas seguintes expressões: são coisas do arco da velha; do tempo da carochinha. Etimologicamente, arco da velha pode significar "baú da anciã" e carochinha vem de carocha, que em Portugal significa "velha". Quando nós falamos sobre o passado dizemos que fomos buscar no fundo do baú, portanto, essa analogia que se faz com a palavra baú tem fundamento.

A faixa etária de alunos que estou trabalhando a maioria está entre 12 e 20 anos, então algumas palavras não fazem parte do repertório deles. Eu conheço muitas, são bem familiares porque meu pai-avô faleceu em 1979 com 84 anos, e eu convivi 13 anos com ele. Pense aí, ele nasceu em 1895. Aprendi muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito!

Lembro agora destas: farnizim, fricote, fulustreco, engodo, gastura, esmilinguido, esgulepado, timote, papagaiada, cafundó, oitão, quinhão, barrica, tirrina, urupema, quinquilharia, guenzo, desengonçado, buginganga, milonga, quengo, presepada, presepeiro, esfarrapado, grangazá, estalecido, chaboque, chaboqueiro, carranca, aperriado, boçar, arrudeio, labrojeiro, caninga, caningado, arengueiro, biongo, bulhufas, sirigaita, benquista, munganga, espalhafatoso, beradeiro, abilolado, abiscoitado, renitente, veneta, estrupício, entojo, amojada, apojada, arisca, infarento, empachado, gasguita, adágio, quebranto, esbaforida, ranzinza, fuá, serventia, molenga, lenga-lenga, melenga, engembrado, merreca, cumbuca, molambo, espatifado, franzino, chechelento, achinchelando, forquilha, cucuruta, parelha (pareia), remancho, destrinchar e espevitada.

A riqueza dessa diversidade é porque algumas são de origem indígena, portuguesa, africana e podem ser arcaicas para a juventude brasileira, mas precisamos ensinar aos alunos, resgatar, porque elas têm muitas histórias a contar. Serviram ao povo durante anos.

Os alunos acham engraçado, estranham, isso é normal. É igual a minha avó-mãe com 100 anos querendo entender as palavras: web, tablet, windows, word, notebook... se não fazem parte da sua rotina, e ainda por cima, em inglês.

Um comentário:

Lorenzo Benayon disse...

Muito interessantes! Algumas ainda são utilizadas e confesso que nem imaginava que eram tão arcaicas assim. rsrs